Pessoa idosa política setorial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1498 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

Pessoa Idosa
POLÍTICA SETORIAL

emanso - Bahia
Remanso – Bahia
2011

Pessoa Idosa
POLÍTICA SETORIAL

Trabalho apresentado ao Curso de Serviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas de Direito e Legislação Social, Trabalho Profisional I, Políticas Sociais II ePlanejamento Social.

Prof. Edna Braun, Jossan Batistuti, Rodrigo Eduardo Zambon e Sirlei Fortes de Jesus.

Remanso - Bahia
2011
Política Setorial Escolhida: Pessoa Idosa
Nome e Endereço da Instituição visitada:
NAPI- Núcleo de Atenção a Pessoa Idosa.
Rua: Coronel Artur Castelo Branco, Nº 448, Quadra: 12.
Remanso- Bahia.
Nome do (a) Assistente social:
Ritade Cássia Pereira Muniz.
Introdução
O envelhecimento é um processo normal, inevitável e irreversível, por isso, não deve ser tratado apenas com soluções médicas, mas sim através de intervenções sociais, econômicas e ambientais.
 A questão do envelhecimento da população brasileira apresenta dimensões e dificuldades, mas nada é mais justo do que garantir ao idoso a sua integração àvida comunitária. Portanto a atenção aos idosos é de interesse também do Serviço Social, uma vez que o assistente social tem a responsabilidade de lutar em prol da efetivação desta política.
Desenvolvimento:
Envelhecer é normal, inevitável e irreversível, portanto, essa realidade deve ser tratada com muita responsabilidade e profissionalismo. 
O envelhecimento da populaçãoinfluencia o consumo, a transferência de capital e propriedades, a arrecadação de impostos e pagamentos de pensões, altera o mercado de trabalho, amplia os gastos com a saúde e assistência médica e modifica a composição e organização da família.
Verifica-se que a política pública de atenção ao idoso se relaciona com o desenvolvimento socioeconômico e cultural, bem como com a açãoreivindicatória dos movimentos sociais.
A constituição federal (BRASIL, 1988) representa um marco importante na trajetória de lutas pelos direitos da pessoa idosa, foi esta que introduziu em suas disposições gerais o conceito de Seguridade Social, fazendo com que a rede de proteção social alterasse o seu enfoque estritamente assistencialista, passando a ter uma conotação ampliada de cidadania.
Apósos 60 anos de idade, no Brasil, a pessoa é legalmente considerada idosa, vivendo a velhice com diversos benefícios e direitos garantidos em lei.
São direitos fundamentais da pessoa idosa, garantidos em lei: liberdade, respeito e dignidade; alimentos; saúde; transporte; educação; cultura; esporte e lazer; profissionalização e trabalho; previdência social; assistência social; habitação eprioridade no acesso à justiça.
E de acordo com esses direitos funciona à instituição acima mencionada. Pudemos observar através da visita, que os idosos que dela fazem parte sentem-se muito felizes e honrosos, pois muitos dos seus direitos estão sendo respeitados.
Lá são realizados durante a semana por 4 horas diárias, vários trabalhos e atividades educacionais, esportivas, culturais ede lazer. Por exemplo, sem preconceitos de origem, cor, raça, sexo, ou quaisquer outras formas de discriminação, os usuários participam de trabalhos como: aulas de bordado, aulas de pintura, aulas de biscuit e aulas de crochê. Das atividades físicas participam de: alongamento, caminhada, tratamentos fisioterápicos.  Também são ministradas palestras.
Os usuários também têm o direito devisita domiciliar com os profissionais (Assistentes sociais). Consultas médicas também fazem parte dos direitos destes usuários.
As condições sanitárias, alimentares, ambientais e de moradia são importantes para a qualidade de vida dos idosos, e esta lei deve ser sempre remetida às questões que envolvem outros aspectos da vida dos idosos, no contexto social, político e econômico. Foi por...
tracking img