Pesquisas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1076 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Formas de governo de Platão
O elevado plano de educação proposto por Platão em sua obra, demonstra a importância que ele da a arte de governar, considerando como a arte suprema de todas. Pois propõe, o acesso a ela somente de uma minoria seleta e, após longos anos de estudo e reparo. Na republica, Platão afirma categoricamente que osgovernantes deverão ser filósofos.
As constituições corrompidas que Platão examina demoradamente no livro oitavo são, em ordem decrescente, as quatro seguintes: timocracia, oligarquia, democracia e tirania. Vê-se logo quefaltam nessa enumeração duas das formas tradicionais – a monarquia e a aristocracia. Numa passagem que convém citar em seguida, essas duas formas são atribuídas indiferentemente a constituição ideal:
“ - digo que uma das formas de governo é justamente a que consideramos, que podemos chamar de duas maneiras: se um dentre todos os governantes predomina sobre os outros, é a monarquia; se a direçãodo governo cabe a mais de uma pessoa, é a aristocracia.
- Essas duas modalidades constituem, portanto, uma única forma: não importa se muitos um só que governam; nada se altera nas leis fundamentais do estado, desde que os governantes sejam treinados e educados do modo que descrevemos”.
Em substancia, Platão também aceita que haja seis formas de governo; destas, porem, reserva duaspara contribuição ideal e quatro e quatro para as formas reais que se afastam, em grau maior ou menos, da forma ideal. Das quatro constituições corrompidas, a segunda, a terceira e a quarta correspondem exatamente as formas corrompidas das tipologias tradicionais - a oligarquia corresponde a forma corrompida da aristocracia, a democracia a “politeia”, a tirania a monarquia. A timocracia é umaforma introduzida por Platão para designar a transição entre a constituição ideal e as três formas ruins tradicionais. Ele se pergunta: “ não é esta talvez uma forma de governo situada entre a aristocracia e a oligarquia.”
Na realidade histórica do seu tempo, a timocracia estava representada em especial pelo governo de Esparta, que Platão admirava, e que tomou como modelo para descrever suarepublica ideal. De fato o governo timocrático de Esparta era o mais próximo da constituição ideal: sua falha, e fator de corrupção, consistia em honrar os guerreiros mais do que os sábios. Outra observação é fazer a seguinte: enquanto nas tipologias tradicionais, as seis formas se alternam, sucedendo a forma boa e ma que lhe corresponde, na representação platônica, que uma vez proposta a formaideal, seguem-se as outras quatro corrompidas, de modo descendente.
Vale lembrar que a primeira distinção entre as formas de governo nasce da resposta a seguinte pergunta: ”quem governa?” em virtude desse critério de distinção, a resposta de Platão é que na aristocracia governa o homem aristocrático, na timocracia o timocratico, na oligarquia o oligarquico, etc.Formas de governo de Aristóteles

A teoria clássica das formas de governo é aquela exposta por Aristóteles; é clássica e foi repetida durante séculos sem variações sensíveis. Aqui também Aristóteles parece ter fixado em definitivo algumas categorias fundamentais que nos, seus pósteros, continuamos a empregar no esforço de compreender a realidade. A republica esta divididaem oito livros: destes, dois - o terceiro e o quarto – estão dedicados a descrição e a classificação de formas de governo. O primeiro trata da origem do estado; o segundo critica as teorias políticas precedentes em especial a platônica; o quinto trata das mudanças nas constituições – isto é, da passagem de uma forma de governo a outra; o sexto estuda em particular as varias formas de democracia...
tracking img