Pesquisa rocha ornamental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6252 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ROTEIRO BÁSICO PARA PESQUISA DE ROCHA ORNAMENTAL:
MODELO ACEITO PELO 7°DS/DNPM

PAULO MAGNO DA MATTA ADIEL DE MACÊDO VÉRAS DANILO MÁRIO BEHRENS CORREIA

Trabalho apresentado no Congresso Brasileiro de Geologia em Aracaju/SE (2006) e no III Congresso Brasileiro de Rochas Ornamentais – Natal/RN (2007) 2006 – 2007 ____________________________________________________________

Autor - PauloMagno da Matta. E-mail: Paulo.matta@dnpm.gov.br e Paulo_magnom@hotmail.com Co-autores: Adiel Macedo Veras: Adiel.veras@dnpm.gov.br e Danilo Mário B. Correia: danilo.correia@dnpm.gov.br

PREFÁCIO

A pesquisa mineral tem sua importância no achado da ocorrência mineral (constituição de riqueza) e transformação desta em jazida ou em depósito mineral com viabilidade econômica para explotação. Osmétodos de lavra para rochas ornamentais mais eficientes técnica e ambientalmente necessitam de uma pesquisa geológica adequada. Os fatores geológicos estruturais de um maciço rochoso podem inviabilizar um projeto de lavra se não forem bem conhecidos. O Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM – no estado da Bahia, órgão gestor e controlador do setor mineral no Brasil, avalia as pesquisasexecutadas pelos empreendedores do setor, cujos resultados são registrados em relatórios finais de pesquisa. A grande quantidade de requerimentos minerais para rochas ornamentais na Bahia e a tendência atual de aquecimento do setor, com grandes expectativas para o mercado interno, demonstram a importância de investimentos adequados na etapa da pesquisa mineral. Este trabalho objetiva orientar oconsultor técnico ou o empreendedor a realizar pesquisa de rochas que revelem um nível de segurança para os resultados registrados em relatórios finais de pesquisa. Com isso, procura-se reduzir o numero de reprovações de relatórios de pesquisa de rochas e, conseqüentemente, os riscos do empreendimento. Como justificativa destaca-se o elevado índice de reprovação dos relatórios de pesquisa noDNPM/BA. Foram 235 relatórios reprovados em 2006 na Bahia, representando mais da metade de todos os relatórios não aprovados nesse estado. Citam-se também como justificativas a má qualidade técnica da pesquisa de rochas, a pouca valorização da pesquisa mineral e do profissional competente, com ênfase para o profissional geólogo. O método de pesquisa utilizado neste trabalho incluiu a aplicação de umquestionário específico junto aos técnicos (14) do DNPM, que acompanham e analisam projetos de pesquisa para rochas ornamentais. Da mesma forma, alguns geólogos consultores, que atuam no setor de rochas, receberam o questionário para que fosse analisada a visão do produtor da indústria de rochas e assim entender, por comparação, os principais motivos das reprovações dos relatórios de pesquisa. Oquestionário sobredito foi analisado e criticado pelos co-autores do trabalho (geólogos Danilo Correia e Adiel Macedo Veras) que merecem destaque pela importante participação no seu resultado final. As questões foram elaboradas visando abranger os elementos básicos para pesquisa de rochas que mais representaram motivo de reprovação de relatórios. Foram elaboradas treze questões com esclarecimentosem cada uma delas, sendo que dez delas apresentavam as seguintes alternativas de respostas: 1. 2. 3. 4. 5. Desnecessário: item que poderia ser prescindido. Recomendável: deve preferencialmente constar no relatório, mas, a critério do técnico-fiscal, pode formular exigências. Importante: cabe exigência na ausência do item no relatório final. Muito importante: a critério do técnico-fiscal pode serformulada exigência ou recomendada a reprovação sumária do relatório final. Essencial: a ausência do item cabe reprovação sumária do relatório final.

O questionário aplicado e seus resultados estatísticos encontram-se na íntegra nos anexos deste trabalho.

Salvador, fevereiro de 2008

Paulo Magno da Matta

SUMÁRIO

1. ESTUDOS BIBLIOGRÁFICOS 1.1. Introdução 1.2. Fisiografia 1.3....
tracking img