Pesquisa pronto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1023 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO DE EMERGENCIA

DADOS DA EMPRESA: CNPJ: 06.123.611/0001-03
NOME DA EMPRESA: GALVANIZACAO ISL LTDA – ME.
CNAE; 25.39-0-01 - Serviços de usinagem, tornearia e solda.
GRAU DE RISCO: 4
N° FUNCIONARIOS: 5
ENDEREÇO: ABELARDO BENEDITO LIBORIO, 195 CEP: 13.413-075 BAIRRO/DISTRITO.

SUMÁRIO
Prefácio
Introdução
1. Objetivo
2. Referências normativas

1. OBJETIVO:Estabelecer as condições mínimas para a elaboração de um Plano de Emergência Contra Incêndio, visando proteger a vida e o patrimônio, bem como reduzir as conseqüências sociais do sinistro e os danos ao meio ambiente.
2. Referências normativas
As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para melhor serem descritas. As edições indicadas estãoem vigor no momento da publicação. Como toda norma está sujeita a revisão, recomenda-se aqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir.




Este procedimento tem por finalidade estabelecer a todos os funcionários da GALVANIZACAO ISL LTDA - ME  , empregados contratados e visitantes, um conjunto dediretrizes e informações, visando adoção de procedimentos lógicos e estruturados de forma a propiciar resposta rápida e eficiente em situações emergenciais.

REFERENCIAS NORMATIVAS IT 16
NBR 15219 - Plano de emergência contra incêndio – Requisitos. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Normas
Técnicas.
FUNDACENTRO, “Introdução à Engenharia de Segurança
de Sistemas”, 4 ed.. São Paulo:Fundação, 1994.
FireEx Internacional de Proteção Industrial Ltda, “Introdução
à Análise de Risco – sistemática e métodos”, 1ª edição, 1997.
IPT, Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo, “Manual de Regulamentação de Segurança contra Incêndios”,
1992.
NFPA 1620. “Recommended Practice for Pre-incident
Planning”. Quincy: National Fire Protection Association, 1998.
NFPA. “Handbook of FireProtection”. 18 ed. Quincy: National
Fire Protection Association, 1998.
SELLIE, Gerald. “Seminário sobre a Intervenção dos Bombeiros no Meio Industrial”. São Paulo: Fire-Ex Internacional de
Proteção Industrial Ltda., 1997.
SEITO, Alexandre Itiu et al, “A Segurança Contra Incêndio no
Brasil”. São Paulo: Projeto Editora, 2008.
SFPE, “The SFPE Handbook of Fire Protection Engineering”,
2 ed.Quincy: National Fire Protection Association.
CONDIÇÕES GERAIS
CONTROLE DE PAE

3.1 EMERGENCIA - um instrumento simultaneamente preventivo e de gestão operacional, uma vez que, ao identificar os riscos, estabelece os meios para fazer face ao acidente e , quando definida a composição das equipes de intervenção,lhes atribui missões.
3.2 PAE - Plano estabelecido em função dos riscos da empresa,para definir a melhor utilização dos recursos materiais e humanos em situação de emergência.
3.3 RISCO – possibilade de perda material ou humana
3.4 RISCO IMINENTE - Perigo de acontecer um fato indesejado em curto prazo.
3.5 SINISTRO -  refere-se a qualquer evento em que o bem segurado sofre um acidente ou prejuízo material
3.6 PROFISSIONAL HABILITADO - profissional com formação em segurançado trabalho, devidamente registrado nos órgãos e conselhos competentes.
4.0 CONDIÇÕES GERAIS - O PLANO DE EMERGENCIA CONTRA INCENDIO DEVER SER ELABORADO POR PESSOA PROFISSIONAL
4.1 RECURSOS MATERIAIS
– extintores de incêndio portáteis;
– sistema de hidrantes;
– iluminação de emergência;
– alarme de incêndio manual (central na portaria) e detecçãoautomática somente nos saguõesdos elevadores para proteção da escada;
– escada interna à prova de fumaça (pressurizada), sinalizada e com acionamento pelo alarme de incêndio e detectores
automáticos nas portas corta-fogo das saídas de emergência dos andares, com descarga no andar térreo;
– sistema motogerador existente no subsolo, em sala compartimentada, tipo automático...
tracking img