PESQUISA DOS SOLOS GEOTECNIA

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1923 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Relatório de pesquisa dos solos

Objetivo

Como elemento síntese da paisagem, o relevo é um dos aspectos fisiográficos mais dinâmico da paisagem, resultado da ação do clima, da geologia e da ação antrópica. Assim, o presente trabalho teve como objetivo a caracterização dos tipos de solos da região do litoral norte e do Vale do Paraíba do Sul.


Introdução

A formação do solo é estimulada peloclima e organismos vivos, os quais atuam na rocha ou material de origem em um determinado período de tempo, sendo que o relevo pode exercer influência modificadora nesse processo de formação. Os cinco fatores de formação dos solos: material de origem (rocha), relevo, organismos, clima e tempo, maiores fatores de formação do solo determinam o tipo de solo que irá se desenvolver em determinadaregião ou local. Os tipos e as características dos horizontes de que é composto um perfil de solo, denominados horizontes diagnósticos, possibilitam identificar e separar os diferentes tipos de solos na paisagem, os quais recebem um nome ou classificação. É por meio dos chamados levantamentos de solos que se consegue elaborar mapas de solos e relatórios técnicos de uma fazenda, município, estado ounação, a fim de identificar, caracterizar, classificar e visualizar a distribuição dos solos na paisagem.


Os tipos de solos do Litoral Norte de São Paulo

O Litoral Norte localiza-se na porção sudeste do Estado de São Paulo, entre o Vale do Rio Paraíba e o Oceano Atlântico. Apresenta como principais vias de acesso, a partir da Capital do Estado, a Rodovia Rio-Santos (BR-101), a Rodovia dos Tamoios ea Rodovia Oswaldo Cruz (SP-55).
O Litoral Norte de São Paulo possui área total de 1.927,88 km2, assim distribuídos: São Sebastião – 402,71 km2; Ilhabela – 337,41 km2; Caraguatatuba – 479,85 km2; e Ubatuba – 707,91 km2.
A zona costeira de São Paulo ainda guarda grande diversidade de ambientes naturais, evidenciados pela presença de extensos maciços preservados de Mata Atlântica e fragmentos deseus ecossistemas associados, estes representados por manguezais e diversas fitofisionomias que recobrem as planícies costeiras e as baixas a médias encostas da Serra do Mar.
Cerca de dez anos antes, já haviam observado a existência de associações importantes entre o substrato geológico e as vegetações de “restinga”, caracterizando- as para cada um dos sete setores morfodinâmicos que englobam asplanícies costeiras paulistas (Figura 1).

Assim, para os setores que compõem o Litoral Norte (V, VI e VII) podem ser observadas várias associações, conforme descrito a seguir.

Setor V (São Sebastião):
Planícies costeiras de pequeno porte, com presença mais esparsa de restos de terraços marinhos pleistocênicos e sistemas fluviais atuais transversais e paralelos à linha de costa, estes últimosinstalados sobre pequenas paleolagunas holocênicas, hoje completamente colmatadas. Ocorrem as fitofisionomias de Vegetação de Praias, Escrube, Floresta Baixa de Restinga, Brejo de Restinga, Floresta Paludosa, Floresta Alta de Restinga e Floresta de Transição Restinga-Encosta. A presença de vegetação de praia é condicionada a áreas sem erosão praial. Brejo e Floresta Paludosa ocorrem em áreas bastanterestritas e associadas a paleolagunas.

Setor VI (área associada ao Canal de São Sebastião):
Planícies costeiras quase inexistentes, predominando sedimentação mista alúvio-coluvial, marinha e coluvial. A “vegetação de restinga” encontra-se quase totalmente degradada, ocorrendo apenas remanescentes de Floresta de Transição Restinga-Encosta.

Setor VII (Caraguatatuba e Ubatuba):
Planícies costeirasestreitas, com predominância de depósitos marinhos holocênicos atrás dos quais se desenvolveram paleolagunas holocênicas isoladas, ambos cortados por estreitas planícies fluviais. Ocorrem Vegetação de Praias, Escrube, Floresta Baixa de Restinga, Brejo de Restinga, Floresta Paludosa, Floresta Alta de Restinga e Floresta de Transição Restinga-Encosta. A Vegetação de Praias e o Escrube são...
tracking img