Pesca artesanal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1749 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COSTA DO DENDÊ É POBRE EM PRODUÇÃO DE PESCADO.

Cerca de 48% da população da Costa do Dendê se concentra na faixa considerada como beira mar, e a pesca e a mariscagem são atividades importante do ponto de vista econômico, social e cultural. A atividade de pesca extrativa marítima, continental e estuarina geram aproximadamente 1.800 mil empregos diretos e cerca de oito mil pessoas quedependem direta ou indiretamente do setor. Muitos estudiosos já dedicaram seu tempo ao estudo das populações litorâneas brasileiras, ricas em tradições culturais seculares que surgiram através do contato dessas populações com a pesca marítima que, no Brasil, não é muito abundante.

O que toda essa riqueza cultural e importância sócia econômica nem sempre deixa à mostra é que a pescasempre teve que se adaptar à baixa produtividade pesqueira da costa leste do nordeste brasileiro, determinada por fenômenos naturais incontroláveis, proximidade com a linha do Equador, correntes quentes com baixo teor de nutrientes, cardumes de valor comercial reolificos (migratórios) etc. Para piorar essa realidade, os estoques marinhos pesqueiros brasileiros vêm sendo superexplorados há décadas,e os pescadores, artesanais ou industriais, encontram dificuldades para manter os lucros da pesca no litoral brasileiro.

Salvo alguns pontos de maior produção, os pescadores artesanais, de uma forma geral, têm que se adaptar como podem às condições ambientais de baixa produção pesqueira. E o fazem muito bem, resultando em uma enorme riqueza de invenções e adaptações. A diversidade éimpressionante, cada estado tem uma adaptação diferente, mas em geral o que podemos dizer é que o pescador artesanal usa embarcação de pequeno porte, sem motor, geralmente a remo ou vela. Esses pescadores usam rede de malhar, rede de arrasto, linhas de mão, armadilhas como covos de diferentes materiais é que a criatividade deles é enorme. Além disto, à pesca artesanal é muito dinâmica e tem raízesculturais históricas, apesar das adaptações constantes e da ocorrência de mudanças substanciais do que era um pescador artesanal de décadas passadas para o pescador de hoje, o componente local cultural não deixa de estar presente.

A associação frequente da pesca artesanal como uma atividade não predatória é incorreta. Não existe pesca não predatória esse conceito foi desenvolvidosomente aqui no Brasil. A pesca em si é predatória, como a caça de qualquer outro animal. Quando se fala de pesca depredatória, que é o termo correto, estou falando da pesca praticada de tal forma que compromete a sustentabilidade, como redes com malhas de pequeno tamanho, captura de animais antes e durante o tempo de reprodução, armadilhas inapropriadas para captura, pesca com explosivos etc. Nessesentido, a artesanal é tão predatória como a industrial, não há anjos e diabos ambos atentam contra a sustentabilidade.


O problema está na forma como o regime de pesca foi desenvolvido, no qual não há uma preocupação com o desenvolvimento comunitário. Quando o regime de pesca é desenvolvido de forma comunitária, com uma organização social que dá aos pescadores um senso de éticasobre o que se pode fazer e o que não se pode fazer, existem regras informais sobre como se comportar.

Essa comunidade tende a desenvolver um comportamento de pesca que não é predatório porque eles estão mais interessados em preservar o recurso. Eles entendem que sua fonte de sustento depende disso. Tanto no Brasil quanto no resto do mundo o avanço da pesca industrial tem conspiradocontra isso porque a empresa objetiva somente o lucro. Ele admite que exista um fator econômico determinante para a visão comum da pesca industrial como sendo mais agressiva, uma vez que o investimento em tecnologia feito pela pesca industrial faz com que as embarcações tenham maior poder de captura em um tempo menor, o que de fato acontece.

Usar tecnologia para explorar um recurso que...
tracking img