Pertguntas e Repostas Coesão e Coerência

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 11 (2508 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 1 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1)Leia o poema que segue, do poeta romântico Álvares de Azevedo, escrito um mês antes de sua morte. Em seguida, responda às questões propostas.
Se eu morresse amanhã


Se eu morresse amanhã, viria ao menos
Fechar meus olhos minha triste irmã;
Minha mãe de saudades morreria
Se eu morresse amanhã!

Quanta glória pressinto em meu futuro!
Que auroara de porvir e que manhã!
Eu perderachorando essas coroas
Se eu morresse amanhã!


Que sol! Que céu azul! Que doce n'alva
Acorda a natureza mais louçã!
Não me batera tanto amor no peito
Se eu morresse amanhã!

Mas essa dor da vida que devora
A ânsia de glória, o dolorido afã...
A dor no peito emudecera ao menos
Se eu morresse amanhã!(Álvares Azevedo)



A) Como você sabe, Álvares de Azevedo é o mais importante escritorda geração ultrarromântica. O poema em estudo manifesta o pessimismo típico dessa geração: o eu lírico imagina o que aconteceria se morresse subitamente. Nesse plano hipotético macabro, ele prevê coisas boas e ruins, perdas e recompensas.
a. Pela perspectiva do eu lírico, os fatos imaginados na 1ª estrofe são bons ou ruins? Por quê?
R=Os fatos imaginados pelo autor são ruins, porque sua irmãficaria triste ao fechar seus olhos, e sua mãe morreria com saudade com saudade deixada pelo filho.
b. E os fatos imaginados na 2ª e na 3ª estrofes? Por quê?
R= Os da 2ª e 3ª estrofe são bons, ele imagina a glória que terá no futuro, a manhã linda o sol mais intenso junto ao céu azul, e a natureza irá acordar mais bonita, mas agradável.

B) Ao longo do poema os tempos verbais sofrem variação.a. Observe as formas verbais empregadas na 1ª estrofe. Em que tempo e modo estão?
R= Morresse está empregado no pretérito imperfeito do subjuntivo;
Viria e morreria estão empregados no futuro do pretérito do indicativo.

b. De acordo com a norma culta da língua, esses tempos e modos verbais estão em perfeita correlação?
R= Sim
c. Observe agora que na 2ª, na 3ª e na 4ª estrofes são empregadasas seguintes correlações verbais: perdera/batera/emudecera – morresse. As três primeiras formas estão no pretérito mais que perfeito do indicativo, mas têm, no contexto, valor semântico de outro tempo verbal?
*pretérito imperfeito do indicativo *pretérito imperfeito do subjuntivo
*pretérito mais que perfeito do indicativo *futuro do pretérito do indicativo

C) Emtodas as estrofes, há uma conjunção que funciona como suporte linguístico par ao eu lírico adentrar o plano hipotético, o plano da fantasia.
a. Identifique essa conjunção.
R= A conjunção que está em todas as estrofes, é a conjunção se.
b. Qual dos seguintes valores semânticos ela expressa?
*causa *consequência *condição *concessão *tempo

D) Na 2ª e na 3ªestrofes, o eu lírico prevê um futuro promissor, caso morresse. A 4ª estrofe é introduzida pela conjunção mas e apresenta a ideia de um importante ganho – e talvez o único verdadeiro – no caso de uma morte súbita e precoce.
a. Que benefício o eu lírico teria com uma morte precoce?
R= O beneficio que o eu lírico teria com sua morte precoce, era o escapamento das dores trazidas pela glória, e ossofrimentos que em seu coração estivesse, amadureceria. A coragem para enfrentar a vida.
b. A conjunção mas possui o valor semântico de oposição. Que ideias essa conjunção opõe no contexto?
R= A conjunção opõe as ideias de glória, de felicidades trazidas junto ao um céu mais bonito e azul, com um sol mais radiante.
2) O texto a seguir é um trecho da crônica ‘No subúrbio da gramática’, de Paulo MendesCampos. Leia-o para responder às questões.
Conjunção – palavra invariável que liga e relaciona entre si duas orações completas ou incompletas. Exemplos: [...] Casimiro de Abreu aos oito anos de idade andava descalço, conforme se sabe. – Sete gregas reclamam a cidadania de Homero, e, contudo há quem afirme que mele nem nasceu. – D. H. Lawrence gostava de cachorros, de crisântemos, de cobras...
tracking img