Perspectiva dualista de descartes:

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4545 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Patrícia dos Santos Plens







A perspectiva dualista de Descartes:
Relações entre a mente e o corpo










Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, como parte da conclusão do curso de especialização de formação docente em Filosofia oferecido pela Rede São Paulo de Formação Docente(Redefor), sob orientação do prof. Marcos Antonio Alves.










São Paulo
2011





Agradecimentos




A realização deste trabalho só foi possível graças à colaboração direta ou indireta de muitas pessoas e instituições. Manifesto minha gratidão a todas elas e de forma particular:
Ao Governo do Estado de São Paulo- Secretaria da Educação e UNESP;
EscolaEstadual “Modesto Tavares de Lima”;
Ao meu orientador, Prof. Marco Antonio Alves. Suas leituras críticas e atentas deste trabalho, função necessária de um bom orientador, contribuíram na sua melhor apresentação;
Aos tutores dos módulos da Redefor, que foram ausentes e cínicos e com isso me fizeram estudar mais.
Expresso, por fim, meu agradecimento especial àqueles que, há muitotempo, vem me ajudando ou me ajudaram a chegar até aqui meu esposo Fabio (que com suas intermináveis falas de ânimo me ajudaram a não desistir), e ao meu bebe que esta preparando sua chegada ao mundo exterior a meu ventre.





















































De resto, o verdadeiro emprego da nossa razão para a condutada vida não consiste senão em examinar e considerar sem paixão o valor de todas as perfeições, tanto do corpo quanto do espírito, que podem ser adquiridas através da nossa conduta, a fim de que, sendo normalmente obrigados a privar-nos de algumas para ter as outras, sempre escolhamos as melhores.


René Descartes, in 'Carta a Elisabeth'



Sumário




Resumo 2

Introdução 21 A alma e o corpo segundo Descartes 7

2. A interação causal entre a mente e o corpo 10

3. A interação de mente e corpo 13

4. Os materialistas e a sua critica sobre o dualismo 15

Conclusão 18

Abstract 19

Bibliografia 20


A perspectiva dualista de Descartes:
Relações ente a mente e o corpo


Patricia dos Santos Plens
Universidade Estadual Paulista
Redeforpatiplens@hotmail.com








Resumo




O presente trabalho tem como objetivo central propor uma interpretação do conceito sobre a natureza da mente e sua relação com o corpo, argumentando que ambos são substancialmente distintos.
O corpo é material, extenso e divisível, enquanto a mente é imaterial, indivisível e não ocupa um lugar no espaço. Mente e corpo constituem substânciasdistintas: o corpo está sujeito às leis mecânicas e a mente é livre de determinações mecânicas, sendo responsável pelo exercício do pensamento e da ação, na visão de Descartes.
Mas, ao mesmo tempo, mente e corpo estão intimamente unidos, na visão cartesiana. Procuramos mostrar como ocorre essa união. Por fim, citamos alguns problemas dessa união e algumas posturas alternativas sobre a natureza damente.


Palavras-chave: corpo, mente, interação causal, naturezas distintas, substancias












Introdução


O presente trabalho tem como objetivo central propor uma interpretação do conceito sobre a natureza da mente e sua relação com o corpo, argumentando que ambos são substancialmente distintos.
Procuramos mostrar as características do corpo de da mente. Ocorpo é material, extenso e divisível, enquanto a mente é imaterial, indivisível e não ocupa um lugar no espaço. Mente e corpo constituem substâncias distintas: o corpo está sujeito às leis mecânicas e a mente é livre de determinações mecânicas, sendo responsável pelo exercício do pensamento e da ação, na visão de Descartes.
Iniciamos o trabalho tratando do problema mente e corpo, suas...
tracking img