Pernambucanas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1962 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
. Conjuntura e Comércio Externo Têxtil/Confecção
I. CONJUNTURA TÊXTIL
1. Evolução da produção física (novembro de 2009)
Como acontecem todos os anos, a produção da cadeia têxtil recua nos dois últimos
meses do ano. No segmento têxtil a produção caiu 4,9% em novembro e, no segmento de
vestuário a queda foi de 1,2%. No ano, de janeiro a novembro e também nos últimos 12
meses, os índices doIBGE indicam que, em 2009, teremos uma produção menor que a
de 2008.

. Segmentos Índice do Variação %

mês (1) No mês (2) No ano (3) Últimos 12 meses (4)

. Indústria Têxtil108,56 -4,9% -7,5% -8,2%
Fiação/Tecelagem de Fibras Naturais 95,78 -4,5% -7,9% -8,6%
Fiação/Tecelagem de Fibras Art./Sint. 102,73 +1,4% -1,3% +0,1%
Outros ArtefatosTêxteis 123,38 -6,5% -8,9% -9,4%
. Vestuário e Acessórios 99,74 -1,2% -8,6% -8,4%

Fonte: IBGE

Notas: (1) Índice de base fixa mensal sem ajuste sazonal (Base: média de 2002=100)
(2) novembro 09 / outubro 09
(3)janeiro-novembro 09 / janeiro-novembro 08
(4) dezembro 08-novembro 09 / dezembro 07-novembro 08

2. Evolução do pessoal ocupado (novembro de 2009)
Já, o pessoal ocupado no setor têxtil cresceu 0,2% em novembro, enquanto que, no setor
de vestuário houve redução de 0,5%. No ano, de janeiro a novembro, o nível de emprego
aumentou 2,4% no segmento têxtil, mas caiu 1,9% no vestuário. Nos últimos 12meses
terminados em novembro houve queda de emprego nos dois segmentos.

. Segmentos Índice (1) Variação %
No mês (2) No ano (3) Últimos 12 meses (4)
Têxtil90,48 +0,2% +2,4% -0,1%
Vestuário e Acessórios 66,86 -0,5% -1,9% -4,9%

Fonte: IBGE

Notas: (1) Índice de base fixa mensal sem ajuste sazonal (Base: janeiro de 2001=100)
(2) novembro 09 / outubro 09
(3) novembro 09 / dezembro 08(4) novembro 09 / novembro 08

3. Evolução das vendas do comércio varejista (novembro de 2009)
As vendas do comércio varejista de vestuário (incluindo tecidos e calçados), apresentaram
evolução positiva em novembro. Em volumes físicos (peças), o crescimento em relação ao
mês anterior foi de 4,6% e, em valores (reais) o crescimento foi de 5%. Entretanto, no
movimento do ano, de janeiro anovembro, os índices de volumes vendidos ainda são
negativos em (-4,3%), enquanto que nas receitas houve aumento de 2,5%. Nos últimos 12
meses, os volumes caíram 4,6%, mas as receitas aumentaram 2,2%.

Vendas do comércio varejista de tecidos, vestuário e calçados
. Segmentos Índice (1) Variação %No mês (2) No ano (3) Últimos 12 meses (4)
. Em volumes físicos 130,04 +4,6% -4,3% -4,6%
. Em valores nominais 192,91 +5,0% +2,5% +2,2%

Fonte: IBGE

Notas: (1) Índice de base fixa sem ajuste...
tracking img