Periodo do renascimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2399 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Filosofia Medieval
A filosofia medieval é a filosofia da Europa ocidental e do Oriente Médio durante a Idade Média. Começa, aproximadamente, com a cristianização do Império Romano e encerra-se com a Renascença. A filosofia medieval pode ser considerada, em parte, como prolongamento da filosofia greco-romana e, em parte, como uma tentativa de conciliar o conhecimento secular e adoutrina sagrada.
A Idade Média carregou por muito tempo o epíteto depreciativo de "idade das trevas", atribuído pelos humanistas renascentistas; e a filosofia desenvolvida nessa época padeceu do mesmo desprezo. No entanto, essa era de aproximadamente mil anos foi o mais longo período de desenvolvimento filosófico na Europa e um dos mais ricos. Jorge Gracia defende que “em intensidade, sofisticaçãoe aquisições, pode-se corretamente dizer que o florescimento filosófico no século XIII rivaliza com a época áurea da filosofia grega no século IV a. C.
Entre os principais problemas discutidos nessa época estão a relação entre fé e razão, a existência e unidade de Deus, o objeto da teologia e da metafísica, os problemas do conhecimento, dos universais e da individualização.
Entre os filósofosmedievais do ocidente, merecem destaque Agostinho de Hipona, Boécio, Anselmo de Cantuária, Pedro Abelardo, Roger Bacon, Boa ventura de Bagnoregio, Tomás de Aquino, João Duns Escoto, Guilherme de Ockham e Jean Buridan; na civilização islâmica, Avicena e Averrois; entre os judeus, Moisés Maimônides.
Tomás de Aquino (1225-1274), fundador do tomismo, exerceu influência inigualável na filosofia e nateologia medievais. Em sua obra, ele deu grande importância à razão e à argumentação, e procurou elaborar uma síntese entre a doutrina cristã e a filosofia aristotélica. A filosofia de Tomás de Aquino representou uma reorientação significativa do pensamento filosófico medieval, até então muito influenciado pelo neoplatonismo e sua reinterpretação agostiniana.
Na Idade Média, ocorreu um intensosincretismo entre o conhecimento clássico e as crenças religiosas. De fato, uma das principais preocupações dos filósofos medievais foi a de fornecer argumentações racionais, espelhadas nas contribuições dos gregos, para justificar as chamadas verdades reveladas da Igreja Cristã e da Religião Islâmica, tais como a da existência de Deus, a imortalidade da alma .

PERIODO MEDIEVAL
Aodo século V d.C., o império Romano do Ocidente sofreu ataques constantes dos “povos Bárbaros”. Do confronto desses povos invasores com os romanos desenvolve-se uma nova estruturação da vida social européia, que corresponde ao período medieval.
Em meio ao esfacelamento do Império Romano, decorrente, em grande parte, das invasões germânicas , a IGREJA CATOLICA, conseguiu manter-se como instituiçãosocial. Consolidou sua organização religiosa e difundiu o cristianismo preservando também muitos elementos da cultura Greco-romano.
Apoiada em sua crescente influencia religiosa, a Igreja passou a exercer importante papel político na sociedade medieval. Tornou-se de aproximadamente um terço das áreas cultiváveis da Europa Ocidental, numa época em que a terra era principal base da riqueza.
Aigreja exerceu ampla influencia, traçando a fé cristã se tornou o pressuposto (isto é o antecedente necessário) de toda a vida espiritual em que consistia essa fé.
Na crença irrestrita incondicional as verdades reveladas por Deus aos homens verdades expressa nas sagradas escrituras bíblicas interpretada segundo a autoridade da igreja.
A doutrina católica, a fé representava e fonte mais elevadadas verdades reveladas- especialmente considerados essências aos homens, e que diziam respeito a salvação. Nesse sentido afirmava o Santo Ambrósio (340-397, aproximadamente ) : toda verdade dita por quem quer seja e do Espírito Santo.
Em outras palavras os filósofos não precisava mais se dedicar a busca da verdade pois ela já teria sido revelado por Deus aos homens. Restava-lhes , apenas,...
tracking img