Pericia ambiental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2169 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Introdução

A Zona Costeira brasileira é uma unidade territorial, definida em legislação, sendo subdivida em: marismas, costões rochosos, recifes de coral, praias arenosas, restingas, manguezais, entre outros. Estende-se em 17 estados abrangendo mais de 400 municípios. É um ecossistema de diversos hábitats em áreas de transição entre o meio terrestre e marinho, sendo assim, considerado umambiente complexo, diversificado e de extrema importância para a manutenção da vida no mar, já que é uma região rica em nutrientes favorecendo ótimas condições para que as espécies endêmicas e migratórias realizem sua desova. Esses ecossistemas são responsáveis pela redução de danos naturais, ou seja, efeitos da própria biodiversidade, mas com a ação negativa do homem, essa “eficiência” diminui. Comessas características, existem muitas interações humanas relacionadas ao turismo, subsistência dos recursos disponíveis e troca de mercadorias. Porém, essas atividades de manuseio das formas de vida disponíveis não são tão prejudiciais quanto: a caça predatória, retirada de espécies não legalizadas para o comércio e a poluição vindas dos efluentes das casas. Na retirada das espécies tantoendêmicas quanto migratórias poderá haver uma perda da biodiversidade local (espécies endêmicas) e vindas de outras regiões (espécies migratórias), podendo ocasionar a diminuição das relações ecológicas. O presente trabalho tem o objetivo de demonstrar a diversidade biológica, importância dessa zona e mostrar com estudos de caso, alguns dos impactos em algumas de suas subdivisões e como justificativa aimportância de sua conservação devido à grande biodiversidade presente nestes ecossistemas.

2- Legislação A Política Nacional para os Recursos do Mar – PNRM e o PNGC- Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro instituiu em 16 de maio de 1988 a lei 7.661, tendo destaque os seguintes artigos: Art. 2º. O PNGC visará especificamente a orientar a utilização nacional dos recursos na Zona Costeira, deforma a contribuir para elevar a qualidade da vida de sua população, e a proteção do seu patrimônio natural, histórico, étnico e cultural.

1

Parágrafo único. Para os efeitos desta lei, considera-se Zona Costeira o espaço geográfico de interação do ar, do mar e da terra, incluindo seus recursos renováveis ou não, abrangendo uma faixa marítima e outra terrestre, que serão definidas pelo Plano.Art. 3º. O PNGC deverá prever o zoneamento de usos e atividades na Zona Costeira e dar prioridade à conservação e proteção, entre outros, dos seguintes bens: I - recursos naturais, renováveis e não renováveis; recifes, parcéis e bancos de algas; ilhas costeiras e oceânicas; sistemas fluviais, estuarinos e lagunares, baías e enseadas; praias; promontórios, costões e grutas marinhas; restingas edunas; florestas litorâneas, manguezais e pradarias submersas; II - sítios ecológicos de relevância cultural e demais unidades naturais de preservação permanente; III - monumentos que integrem o patrimônio natural, histórico, paleontológico, espeleológico, arqueológico, étnico, cultural e paisagístico.

3- Tipos de Ecossistemas Costeiros

3.1-

Marismas

É um ecossistema que tem componentesbiológicos, como comunidades animais e microbianas. São dominadas principalmente por vegetação herbácea perene ou “anual”, podendo estar ainda associada a alguns arbustos, contrastando com o manguezal que é dominado por espécies vegetais arbóreas (Costa & Davy, 1992). A vegetação das marismas é dividido em relação à proximidade da linha da água, como marismas baixas (próximas a linha d’água) e altas(mais para o interior). Um dos pontos relacionados ao funcionamento das marismas é que são grandes produtoras de detritos tanto para si quanto para o estuário adjacente e como fonte e depósito de nutrientes, principalmente nitrogênio. As marismas constituem sistemas ecológicos usados por várias espécies de peixes e invertebrados, que procuram nos canais de maré, abrigo e alimento, os mesmos...
tracking img