Perfil pedagógico da ajuda

Páginas: 12 (2845 palavras) Publicado: 13 de novembro de 2011
DEFEITOS PULMONARES CONGÊNITOS JOSÉ CARLOS FELICETTI RS PABLO GERARDO SÁNCHEZ RS CRISTIANO FEIJÓ ANDRADE RS

Os defeitos pulmonares congênitos decorrentes da embriogênese do pulmão são infreqüentes. Sua manifestação clínica pode ser detectada no período gestacional graças ao avanço tecnólogico especialmente do ultra-som ou passar despercebida e somente ser identificada na vida adulta em examesrotineiros. Aqueles casos com sintomatologia clínica pós-natal, são mais frequentemente diagnosticados e convenientemente tratados diminuindo a mortalidade. Esses defeitos constituem achados clínicos-cirúrgicos que merecem ser

reconhecidos com o atual armamentário terapêutico. Seu reconhecimento e tratamento precoce oferecem a possibilidade de uma perspectiva de desenvolvimento absolutamentenormal.

EMBRIOLOGIA PULMONAR O desvio no desenvolvimento embrionário normal do pulmão explica o surgimento dos defeitos encontrados. Do ponto de vista prático o período gestacional é subdividido em quatro: no período embrionário (0 a 5 semanas) surgem as primeiras estruturas pulmonares. Isto corresponde entre o 22º ao 26º dias de gestação. Essa fase de desenvolvimento corresponde, no embrião, aomomento em que se inicia a evaginação da porção ventral do

tubo digestivo primitivo torácico e a formação de dois sulcos laterais longitudinais (sulco faringotraqueal). Portanto, o sistema respiratório tem origem endodérmica. Com o desenvolvimento do embrião o sulco faringotraqueal, progressivamente vai separando-se do intestino primitivo, formando o septo traqueoesofagiano, isto é, a primeiraestrutura a separar o esôfago do primórdio respiratório. A dicotomia inicial, de uma série de outras, formará, em torno da quarta semana do período embrionário, os 2 brotos pulmonares. Esses dois brotos constituirão os brônquios principais. O mesoderma esplâncnico que envolve a dicotomização brônquica dos brotos pulmonares dará origem às estruturas cartilaginosas, musculares, vasculares e dapleura visceral. Da quarta a sexta semana serão formados os brônquios lobares seguidos dos segmentares, por sucessivas dicotomizações. Ao final da sétima semana o pulmão terá a mesma segmentação encontrada no adulto. No período pseudoglandular (8 a 16 semanas) ocorrem as sucessivas divisões para formação dos bronquíolos terminais que exibem epitélio cubóide ou colunar com aspecto histológico quelembra o tecido glandular, daí a denominação pseudoglandular. Também ocorre nesse período a migração das estruturas vasculares do arco aórtico paralelo aos brônquios. No sentido anelar cresce a cartilagem e a musculatura lisa brônquica. No final desse período as dicotomias brônquicas e vasculares pulmonares cessam as divisões. No período canalicular (17 a 24 semanas) surgem os bronquíolosrespiratórios, ductos alveolares e alveólos propriamente ditos (células alveolares tipo I e tipo II). Ao final desse período cessa o crescimento cartilaginoso. No período do saco terminal (25 semanas) crescem exponencialmente os alvéolos e células alveolares do tipo II, essas últimas responsáveis pela produção do surfactante.

No período alveolar (4 últimas semanas) existe um crescimento exponencial alveolarpreparando o pulmão para a respiração pós-natal.

AGENESIA, APLASIA E HIPOPLASIA PULMONAR.

A agenesia pulmonar é incompatível com o nascimento a termo. Na aplasia, observa-se dicotomização da traquéia, no entanto, o brônquio principal tem terminação interrompida ou fundo cego e a carena não se desenvolve. A aplasia pulmonar bilateral é incomum, porém há relatos desta associada a casos demicroftalmia. O pulmão esquerdo é afetado mais freqüentemente do que o direito. Com o crescimento compensatório pós-natal o pulmão remanescente freqüentemente hernia dentro tórax contra lateral. O raio x de tórax mostra desvio mediastinal em direção ao lado afetado e anormalidades vertebrais podem estar presentes. Ausência ou desenvolvimento incompleto do pulmão pode estar associado a outras...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Perfil pedagógico da ajuda
  • Perfil pedagógico da ajuda
  • Perfis Pedagógicos
  • O perfil da ajuda do assistente social
  • Perfil do Coordenador Pedagógico
  • perfil pedagógico da prática do assistente social
  • Serviço Social e a organização da cultura: Perfis pedagógicos da prática profissional
  • Resenha do livro serviço social e a organização da cultura: perfis pedagógicos da prática profissional

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!