Perfil epidemiologico da hanseniase em bom jesus do araguaia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1280 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO
SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE
ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA HANSENÍASE, BOM JESUS DO ARAGUAIA (MT), 2005-2010

Kátia Amélia Presotto

Bom Jesus do Araguaia
2010

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA HANSENÍASE, BOM JESUS DO ARAGUAIA (MT), 2005-2010

Pré-projeto apresentado à coordenação do Curso deEspecialização em Saúde da Família.
.

Bom Jesus do Araguaia
2010
SUMARIO
1- OBJETIVO.....................................................................................................
2- JUSTIFICATIVA.............................................................................................
3-INTRODUÇÃO...............................................................................................
4- CRONOGRAMA.............................................................................................
5- REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS...............................................................

1- OBJETIVO
Analisar a situação epidemiológica da hanseníase no município de Bom Jesus do Araguaia-MT.

2- JUSTIFICATIVA
O município de Bom Jesus do Araguaia apresenta altaendemicidade para hanseníase, apresentando alto coeficiente de detecção e taxa de prevalência. A necessidade de traçar o perfil epidemiológico faz-se necessária na tentativa de buscar estes pacientes precocemente evitando assim a presença de graus de incapacidade já que nossos pacientes são predominantemente multibacilares.

1- INTRODUÇÃO

A hanseníase é uma doença crônica granulomatosa,proveniente de infecção causada pelo Mycobacterium Leprae. Este bacilo tem a capacidade de infectar grande numero de indivíduos (alta infectividade), no entanto poucos adoecem (baixa patogenicidade), propriedades estas que não são função apenas de suas características intrínsecas, mas que dependem, sobretudo, de sua relação com o hospedeiro e grau de endemicidade do meio, entre outros1.
É uma doençainfecciosa, crônica, de grande importância para a saúde publica devido a sua magnitude e seu alto poder incapacitante, atingindo principalmente a faixa etária economicamente ativa2. O bacilo de Hansen tem um tropismo especial pelas fibras nervosas, atingindo dede as terminações da derme aos troncos nervosos5.
O Brasil é os únicos pais da America Latina que não atingiu a meta de eliminação, dadapela do coeficiente de prevalência a menos de um caso em cada dez mil habitantes. De 1998 a 2005 o coeficiente de prevalência do País reduziu de 4,93/10.000 (1998) para 1,48 (2005), mas a detecção, que é um indicador de transmissibilidade da doença, se manteve sempre em níveis de endemicidade muito altos de 2,16/10.000 em 1998 e 2,09/10.000 em 2005 3. Atualmente, o Brasil é o único país dasAméricas considerado endêmico4. É classificado da seguinte forma: hiperendêmico (maior ou igual a 4,0/10.000 habitantes); muito alto (maior ou igual a 2,0 e menor que 4,0); alto (maior ou igual a 1,0 e menor que 2,0); médio (maior ou igual a 0,2 e menor que 1,0); e baixo (menor que 0,2)9.
O Ministério da Saúde (MS) define como caso de hanseníase para tratamento quando um ou mais dos seguintes achadosencontram-se presentes: lesão de pele com alteração de sensibilidade, espessamento de tronco nervoso ou baciloscopia positiva na pele6. As manifestações clínicas da hanseníase incluem tanto lesões neurais quanto cutâneas e variam de acordo com as formas de hanseníase. No Congresso de Madri, em 1953, adotou-se a classificação atual e oficialmente utilizada para hanseníase, que divide os pacientescom hanseníase quanto à forma clinica em indeterminados, tuberculóides, dimorfos e virchowianos 6, 7,8.
O tratamento específico do paciente portador de hanseníase indicado pelo MS, é a poliquimioterapia (PQT) padronizada pela OMS. A PQT mata o bacilo, tornando-o inviável, evitando assim a evolução da doença, prevenindo as incapacidades e deformidades por ela causadas, levando à cura quando...
tracking img