Perda auditiva induzida por fone de ouvido em jovens de 18 a 25 anos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO
Os seres humanos sempre usaram a música como um elo de interação na sociedade e é uma forma de lazer e uma necessidade de escape emocional, além de ser uma das formas mais importantes de comunicação entre os humanos. É tida como um dos principais eixos de ligação entre os indivíduos e é uma forma prazerosa de associarmos fatos importantes em nossas vidas.
Com o fim doperíodo Barroco, surgiram duas grandes vertentes: uma, a música mais popular, mais acessível, com o intuito de distrair o indivíduo comum, executada em locais pequenos. A outra, uma música mais requintada de alta cultura, para um público alvo restrito, apresentada em anfiteatros enormes, pensados arquitetonicamente para que a amplificação não soasse de maneira estrondosa ao ouvido humano, mas comacústica apropriada ao público ouvinte (Supicic 1997). A maneira pensada nesta época para amplificação para a música era acrescentar mais instrumentos musicais ao concerto, para que aquele som pudesse ser ouvido por todos. Desta forma, o uso de amplificadores sonoros em instrumentos musicais não era utilizado, e assim a exposição ao ruído era menos prejudicial ao ouvido humano.
Desde oapogeu da década de 1960 e com as transformações da música popular, inclusive a brasileira, com a introdução do rock-and-roll (Mendes et al 2007), os jovens passam a escutar músicas de bandas com amplificadores sonoros. Mais recentemente na década de 1980, com o avanço tecnológico, surgem os fones de ouvido, que além de superar todos os estímulos e ruídos do meio externo, para a orelha, aindadirecionam o som diretamente para a membrana timpânica.
A ascensão de aparelhos eletrônicos, equipados com fones de ouvidos (MP3; Walkman; Ipod), tem instaurado uma grande preocupação aos profissionais da área da saúde devido à exposição constante a elevados níveis de pressão sonora. (Jorge Jr. 1996)
Existem diversas marcas de MP3 que permitem utilização de volumes máximos, acima dosrecomendados pelos especialistas, para se conservar a audição (Grego, 2006). Seus volumes atingem:
• Ipod Nano: volume máximo: 114 dB
• MuVo TX FM da Creat: volume máximo: 109 dB
• Walkman NW E-507, da Sony: volume máximo: 101 dB
• Go Gear SA178, da Philips: volume máximo: 94 dB


A denominação “ruído” é utilizada para retratar um sinal acústicoaperiódico, que se origina no encontro de vários movimentos de vibração com freqüências diferentes, que não possuem relação entre si. (Pfeiffer et al, 2007). Mas, quando se fala em perda auditiva induzida pelo ruído, consideram-se, de modo geral, todos os tipos de sons, agradáveis ou não, periódicos ou não, musicais ou não.
O ouvido humano suporta de 0 a 90 dB NPS ( Pfeiffer et al, 2007). Níveis depressão sonora que variam de 90 dB até 130 dB NPS são potencialmente destrutivos às células ciliadas do órgão de Corti (figuras 1 e 2).
[pic]
Figura 1. Órgão de Corti imediatamente após exposição ao ruído


[pic]
Figura 2. Órgão de Corti após dez dias da exposição.
O quadro abaixo mostra o tempo de acordo com os níveis de pressão sonora que o ouvido humanosuporta sem que haja algum dano à saúde auditiva do indivíduo. (INFO Online, 2006)
|85 dB |8 horas |
|88 dB |4 horas |
|91 dB |2 horas |
|94 dB |1 hora |
|97 dB |30 minutos |
|100 dB|15 minutos |
|103 dB |7,5 minutos |


Quadro 1. Quantidade de horas/minutos que é possível ouvir música sem causar prejuízo à audição.


Perda auditiva neurossensorial está listada como a maior queixa otológica para compreensão da fala (Momensohn, Russo, 2005). Porém, pelo fato de a perda auditiva induzida por...
tracking img