Pequeno principe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (765 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O PEQUENO PRINCIPE

Obra consagrada da literatura universal é uma narrativa poética na qual o autor vai elaborando sua visão de mundo. Saint-Exupéry mergulha no próprio inconsciente ereencontra “a criança que existe em cada um de nós”. No mundo dos adultos, essa criança teve de assumir diversos papéis, agindo como “um homem sério ou como um vaidoso, um dominador, um bêbado, um sábio, umtrabalhador sem direito a um minuto de descanso...” E terminou por sufocar a visão poética que foi sua primeira relação com o mundo. O caminho para trazer de volta esta criança de lá do fundo do poçoem que o autor se sente mergulhado é sofrido, porém maravilhoso.
A obra devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos,desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia-a-dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino. O Pequeno Príncipe demonstra que milhares deleitores já se tornaram “cativos” dessa viagem através do deserto e encontraram este personagem que lhes propõe alguns “enigmas” bem difíceis: “Para que servem os espinhos? O que quer dizer cativar?” E, acada vez que ele voltar, não aceitará como resposta o silêncio, nem frases vagas e impensadas.Apesar da presença explícita de dois personagens e do registro de um diálogo entre o aviador e umacriança, diversos aspectos autobiográficos estão presentes nesta narrativa, publicada pela primeira vez em 1945. Através de imagens simbólicas, as passagens de ordem temporal, na vida do autor, estão alipresentes: casamento/separação, profissões, sonhos, decepções. Os dois personagens tornam-se representações do próprio Saint-Exupéry, em um monólogo interior entre o “eu” e o “outro”.

Trechoescolhido:

- Bom dia, disse a raposa.
- Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.
- Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira…
- Quem és tu? Perguntou o...
tracking img