Peps

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7878 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O SOM E O OUVIDO HUMANO

O som é um fenômeno resultante da movimentação das partículas do ar. Qualquer evento capaz de causa ondas de pressão no ar é considerado uma fonte sonora. A fala, por exemplo, é o resultado do movimento dos órgãos fono-articulatórios, que por sua vez provoca movimentação das partículas de ar, produzindo então o som.
Perceber, reconhecer, interpretar e,finalmente, compreender os diferentes sons do ambiente só é possível graças à existência de três estruturas que funcionam de forma ajustada e harmoniosa, constituindo o sistema auditivo humano.
O ouvido humano é composto por três partes: uma, é externa; as outras duas (internas) estão localizadas dentro da caixa craniana.
A parte externa, também chamada de ouvido externo, compreende opavilhão auricular (orelha), o conduto auditivo e a membrana timpânica. Essa estrutura tem por função receber as ondas sonoras, captadas pela orelha e transportá-las até a membrana timpânica ou tímpano, fazendo-a vibrar com a pressão das ondas sonoras. A membrana timpânica separa o ouvido externo do ouvido médio.
No ouvido médio estão localizados três ossos muito pequenos (martelo, bigorna eestribo). Esses ossículos são presos por músculos, tendo por função mover-se para frente e para trás, colaborando no transporte das ondas sonoras até a parte interna do ouvido. Ainda no ouvido médio está localizada a tuba auditiva, que liga o ouvido à garganta.
A porção interna do ouvido, também denominada ouvido interno, é muito especial. Nela estão situados: a cóclea (estrutura que tem otamanho de um grão de feijão e o formato de um caracol), os canais semicirculares (responsáveis pelo equilíbrio) e o nervo auditivo. É nessa porção do ouvido que ocorre a percepção do som.
A cóclea é composta por células ciliadas que são estruturas com terminações nervosas capazes de converter as vibrações mecânicas (ondas sonoras) em impulsos elétricos, os quais são enviados ao nervoauditivo e deste para os centros auditivos do cérebro.
Qualquer alteração ou distúrbio no processamento normal da audição, seja qual for a sua causa, tipo ou grau de severidade, constitui uma alteração auditiva determinando, para o individuo, uma diminuição da sua capacidade de ouvir e perceber os sons.


INCLUSÃO EM NOSSAS MÃOS

Hoje o mundo vive um momento em quem ações de inclusão sãopropostas e discutidas. Pessoas consideradas diferente, com necessidades especiais ou por pertencerem a culturas diferentes, línguas diferentes, enfim as minorias possuem um histórico de exclusão que justifica o surgimento de legislações que contemplem condições provenientes destes grupos.
Compreender e admitir que a exclusão é uma pratica em nossa sociedade é tema desafiador. Incluir é tãodesafiador quanto “permitir” ao diferente que compartilhe de todos espaços significa: mudar, flexibilizar, preparar para receber, tornar possível.
Entender a inclusão de surdos equivale reconhecer uma diferença e não deficiência. Diferença de cultura resultante de língua diferente. Uma diferença que se não for aceita e compreendida leva à segregação.
A comunicação é fator indispensável para odesenvolvimento do ser humano. É através da linguagem que o pensamento se organiza, se estrutura e a expressão humana acontece.
Usa a língua de sinais é falar com as mãos e ouvir com os olhos é interagir com uma cultura que percebe o mundo através dos sinais, que experimenta deslumbramento quando entende e se faz entender, que convidam que troca, que aceita, que oferece.

A SURDEZ

A surdezconsiste na perda maior ou menor da percepção normal dos sons. Verifica-se a existência de vários tipos de pessoas com surdez, de acordo com os diferentes graus de perca da audição.
Sob o aspecto da interferência na aquisição da linguagem e da fala, o déficit auditivo pode ser definido como perda média em decibéis, na zona conversacional (freqüência de 500 – 1000 – 2000 hertz) para o melhor...
tracking img