Peps e ueps

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1752 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO DE CONTAS
(Cfe. Ribeiro, 2005, p.44-53)

Como pode ser observado, o plano de contas de uma empresa industrial é bem semelhante ao de uma comercial. O que difere, são as contas que registram os estoques e algumas do Ativo Permanente, como destaca Ribeiro:
Na empresa comercial, uma conta de estoque é suficiente: Estoque de Mercadorias. Na empresa industrial, porser maior a variedade dos materiais em estoque, colocamos no Plano as seguintes contas:
104.1 Estoque de Matérias-primas
104.2 Estoque de Materiais Secundários
104.3 Estoque de Materiais de Embalagem
104.4 Estoque de Produtos em Elaboração
104.5 Estoque de Produtos Acabados104.6 Estoque de Subprodutos
104.7 Estoque de Materiais de Expediente
104.8 Estoque de Materiais de Limpeza
104.9 Estoque de Combustíveis e Lubrificantes
104.10 Estoque de Materiais Diversos
104.11 (-) Provisão para Redução ao Valor de Mercado
(RIBEIRO, 2005,p.53-4)

Como se dá a movimentação e registro destas contas

104.1, 104.2 e 104.3 – na compra, estas contas são debitadas; e na transferência para a produção, são creditadas. Neste caso, a conta que será debitada é do grupo 33 – Custo Integrado.
104.4 – utilizada quando há produtos em elaboração no último dia do exercício. É realizado o débito nesta e o crédito dá-se na conta 330.1 – Custo emFormação.
104.5 – registra os produtos prontos para a venda. A conta que será creditada será 330.1 – custos em Formação. Quando da venda destes produtos, a conta a ser debitada será 500.1 – Custo dos Produtos Vendidos (CPV).
104.6 – debita-se pelo valor dos subprodutos que estiverem disponíveis para venda. É creditada a conta 330.1 – Custo em Formação. Quando da venda, uma conta do circulanteserá debitada e credita-se a respectiva.
104.7, 104.8, 104.9 e 104.10 – debitada quando houver compra dos respectivos materiais. Quando estes materiais foram transferidos para outros departamentos, faz-se o crédito, sendo debitada a conta de Despesa ou Custo, conforme o caso.
104.11 – conforme disposição contida na Lei 6.404/76 (Lei das S/As). Serve para ajustar o valor dos estoques ao valorde mercado, quando este for inferior.

COMPRAS

A conta a ser debitada será a que corresponder com a espécie de material adquirido (matéria-prima, embalagens, etc.), do subgrupo Estoques e credita-se a conta Caixa, Bancos, Duplicatas a Pagar o Fornecedores, conforme o caso.

Exemplo: Um indústria comprou do Fornecedor MM, 200m2 de madeira, tendo pago em dinheiro a importância de R$ 50.000,conforme Nota Fiscal 1.234.
Contabilização no livro Diário:
104.1 Estoque de Matérias-primas
100.1 a Caixa
Paga NF 1.234, do Fornecedor MM,
referente a 200m2 de madeira ............................ 50.000

Fatos que Alteram o Valor das Compras

- Despesas Acessórias: fretes e seguros quando estão a cargo do destinatário. Estes valores são acrescidos à conta Estoque.
-Descontos ou abatimentos incondicionais que constem na própria NF de compra. É registrado o valor líquido, já descontado os abatimentos incondicionais.
- Devoluções de compras ou compras anuladas (total ou parcial). Devem ser baixados da conta Estoque.

Impostos Incidentes Sobre as Compras

ICMS – quando tratar-se de materiais utilizados na produção para posterior venda, o valor desse imposto,na compra, deve ser excluído do custo da aquisição.

IPI – nas compras de materiais com incidência do mesmo, o seu valor será contabilizado a débito numa conta própria (conta 102.2 – IPI a Recuperar). Nas vendas de produtos com incidência do IPI, seu valor será contabilizado a crédito numa conta própria (conta 202.3 – IPI a Recolher).
O valor do IPI incidente nas vendas não...
tracking img