Pensamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6474 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Faculdade de Engenharias e Ciências Naturais
Licenciatura Engenharia Civil
Introdução ao Pensamento Contemporâneo

Índice

➢ Resumo pag.4

➢ Introdução pag.4

➢ Locke pag.5

➢ Frases de John Locke pag.5

➢ O empirismo inglês pag.5
o O problema e o programa do Ensaio sobre o intelecto humano pag.6o O empirismo lockiano pag.7
o A doutrina lockiana das ideias e a sua construção geral pag.10
o A crítica da ideia de substância pag.12
o O conhecimento, o seu valor e a sua extensão pag.13
o A probabilidade e a fé pag.15
o As doutrinas morais e políticas pag.15
o A religião e suas relações com a razão e coma fé pag.17

➢ Análise crítica do pensamento de Locke pag.17

➢ Conclusão pag.17

➢ Bibliografia pag.18

Resumo
John Locke foi um importante filósofo inglês. É considerado um dos líderes da doutrina filosófica conhecida como empirismo e um dos ideólogos do liberalismo e do iluminismo. Nasceu em 29 de agosto de 1632 na cidade inglesa de Wrington. Introdução
A investigação do homem em torno do conhecimento é algo que acompanha toda a história da filosofia. No decorrer da história várias teorias, vários sistemas foram apresentados a fim de dar respostas a tão complexo problema.
Este trabalho visa a apresentar a concepção do filósofo empirista John Locke em torno desta problemática, e uma breve análise do seu pensamento.
Sobre a linha dodesenvolvimento do empirismo, Locke representa um progresso em confronto com os precedentes: no sentido de que a sua gnosiologia fenomenista-empirista não é dogmaticamente acompanhada de uma metafísica mais ou menos materialista. Resume-se a nos oferecer, filosoficamente, uma teoria do conhecimento, mesmo aceitando a metafísica tradicional, e do senso comum pelo que concerne a Deus, à alma, à moral e àreligião. Com relação à religião natural, não muito diferente do deísmo abstracto da época; o poder político tem o direito de impor essa religião, pois é baseada na razão. Locke pratica a tolerância e o respeito às religiões particulares, históricas, positivas.
Locke viajou fora da Inglaterra, especialmente em França, onde ampliou o seu horizonte cultural, entrou em contacto com movimentosfilosóficos diversos, em especial com o racionalismo. Tornou-se mais consciente do seu empirismo, que procurou completar com elementos racionalistas (o que, entretanto, representa um desvio na linha do desenvolvimento do empirismo, proveniente de Bacon até Hume).

Locke

John Locke um dos mais importantes filósofos do empirismo com a publicação de varias obras:

- Cartas sobre a tolerância (1689)- Dois Tratados sobre o governo (1689)
- Ensaio a cerca do entendimento humano (1690)
- Pensamentos sobre a educação (1693)

Frases de John Locke

-"Não se revolta um povo inteiro a não ser que a opressão é geral." 
-"A leitura  fornece conhecimento à mente. O pensamento incorpora o que lemos".
-"As acções dos seres humanos são as melhores intérpretes de seus pensamentos".

Oempirismo inglês que se inicia com John Locke. A filosofia no momento em que vem ao mundo filosófico John Locke é ainda predominantemente cartesiana. Desde logo, um ponto de vista idealista é dominante já na filosofia; porém não somente o ponto de vista idealista em geral, mas, também, a concreta solução dada por Descartes ao problema metafísico predomina ainda na filosofia europeia. Assim o problemametafísico encontra nesta filosofia a solução substancialista de Descartes. Eu descubro "meu" próprio ser como ser presente: descubro entre minhas ideias a ideia de Deus, cuja essência envolve a existência e, mercê desta ideia de Deus como garantia, afirmo a existencialidade dos objectos de minhas ideias claras e distintas; por conseguinte, do espaço, movimento, número e suas modificações. Donde...
tracking img