Pensamento e linguagem em levy vigtsk e jean piaget

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1697 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O conhecimento
O presente trabalho realiza através de uma pesquisa bibliográfica, uma análise de como o conhecimento se constrói na humanidade, no quotidiano falamos de conhecimento, de crenças que estão fortemente apoiadas por dados, e dizemos que elas têm justificação ou que estão fundamentadas.
A epistemologia é a parte da filosofia que tenta entender estes conceitos, os epistemólogostentam avaliar a idéia própria do senso comum, de que possuímos realmente conhecimento. Alguns filósofos tentaram apoiar com argumentos esta idéia do senso comum, outros fizeram o contrário.
Os filósofos que defendem que não temos conhecimento, ou que as nossas crenças não têm justificação racional, estão a defender uma versão de cepticismo filosófico, antes de discutirmos se temos ou nãoconhecimento, temos de tornar claro o que é conhecimento, devemos saber que três idéias fazem parte do conceito de conhecimento: crença, verdade e justificação.
Ao se falar em conhecimento científico, o primeiro passo consiste em diferenciá-lo de outros tipos de conhecimentos existentes. O conhecimento vulgar ou popular, às vezes denominado senso comum, não se distingue do conhecimento científico nem pelaveracidade nem pela natureza do objeto conhecido: o que os diferenciam é a forma, o modo ou método e os instrumentos do conhecer. É importante sabermos que a ciência não é o único caminho de acesso ao conhecimento e a verdade.
Se o bom senso apesar de sua aspiração à racionalidade e objetividade, só consegue atingir essa condição de forma muito limitada, pode-se dizer que o conhecimento vulgar oupopular, lato senso, é o modo comum, corrente e espontâneo de conhecer, que se adquire no trato direto com as coisas e os seres humanos: “É o saber que preenche nossa vida diária e que se possui sem o haver procurado ou estudado, sem a aplicação de um método e sem se haver refletido sobre algo” (Babini, 1957).
O conhecimento popular tem as seguintes características: Superficial conforma-se com aaparência, com tudo que se pode comprovar; Sensitivo refere-se a estado de ânimo e emoções da vida diária; Subjetivo é o próprio sujeito que organiza suas experiências e conhecimentos; Assistemático esta organização das experiências não visa a uma sistematização das idéias, nem na forma de adquiri-las nem na tentativa de validá-las; acríticos verdadeiros ou não, a pretensão de que essesconhecimentos o sejam não se manifesta sempre de uma forma crítica.
O conhecimento filosófico é valorativo, pois seu ponto de partida consiste em hipóteses, que não poderão ser submetidas à observação: “As hipóteses filosóficas baseiam-se na experiência, portanto, este conhecimento emerge da experiência e não da experimentação” (Trujillo, 1974). Por este motivo o conhecimento filosófico é não verificável,já que os enunciados das hipóteses filosóficas, ao contrário do que ocorre no campo da ciência, não podem ser confirmados nem refutados.
“O método racional, no qual prevalece o processo dedutivo, que antecede a experiência, e não exige confirmação experimental, mas somente coerência lógica” (Ruiz, 1979). O religioso, ou seja teológico, apóia-se em doutrinas que contém preposições sagradas(valorativas), por terem sido reveladas pelo sobrenatural (inspiracional) e, por esse motivo, tais verdades são consideradas infalíveis e indiscutíveis (exatas); é um conhecimento sistemático do mundo (origem, significado, finalidade e destino) como obra de um criador divino; suas evidências não são verificadas: está sempre implícita uma atitude de fé perante um conhecimento revelado.
Finalmente oconhecimento científico é real (factual) porque lida com ocorrências ou fatos, isto é, “Com toda forma de existência que se manifesta de algum modo” (Trujillo, 1974). Constitui um conhecimento contingente, pois suas proposições ou hipóteses têm sua veracidade ou falsidade conhecida por meio da experimentação e não apenas pela razão. É sistemático, já que se trata de um saber ordenado logicamente,...
tracking img