Pensamento sistemico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1564 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O pensamento sistêmico surgiu com o crescimento e o aprofundamento do conhecimento humano, os quais vinham conduzindo a uma maior especialização. Era necessário ou, ao menos, inevitável, que uma única pessoa pudesse incorporar todas as informações e o desenvolvimento de todos os ramos do conhecimento. A especialização trouxe inúmeras vantagens, em contrapartida, o indivíduo acabava por verreduzida a sua visão global dos problemas.
Para sintetizar as idéias comuns a várias disciplinas, a Teoria dos Sistemas Gerais, foi formulada e desenvolvida pelo economista Kenneth Boulding e pelo biólogo Ludwig von Bertalanffy, por volta de 1950 . De acordo com Caravantes, sistema pode ser definido como “qualquer entidade, conceitual ou física, composta de partes inter-relacionadas, inter-atuantes ouinter-dependentes, dotada de um objetivo” . Já segundo Andrade, citando Bellinger, sistema é “uma entidade que mantém sua existência através da interação mútua entre suas partes” Ainda segundo esse autor, um sistema não pode ser caracterizado apenas pelas partes que o compõem, mas principalmente pelas inter-relações entre elas, que seriam responsáveis pelas características do todo.” .
Bouldingagrupou e hierarquizou os sistemas segundo sua complexidade, dividindo-os em oito níveis: No primeiro situam-se os estáticos, compostos por estruturas como os átomos em uma fórmula molecular. No segundo encontram-se os sistemas dinâmicos simples. No terceiro há os sistemas cibernéticos simples, o que implica na comunicação e integração de informação, permitindo ao sistema regular-se e manterdeterminado equilíbrio dentro dos limites estabelecido. A partir do quarto nível encontram-se os sistemas abertos, onde aparece a vida. Nos níveis seguintes, encontramos os reinos vegetal e animal. No sétimo nível há o ser humano e no oitavo encontramos a organização social.
No caso das organizações sociais, a exemplo das empresas, estas poderiam ser definidas como um conjunto de papéis enfeixados emsistemas por seus respectivos canais de comunicação ou sujeitos à influência de um ambiente circunvizinho. Portanto, segundo Wagner e Hollenbeck, empresas que conseguem das conta do ambiente circundante, podem continuar em atividade, ao passo que organizações que não são capazes disso não sobrevivem.
Para qualquer sistema aberto sobreviver e crescer, é necessário que haja os seguintes elementosou componentes:
1. Insumos (entradas ou inputs): Constituem a energia importada para o funcionamento do sistema. Nessa categoria, encontram-se as máquinas, as matérias primas e o know how do ambiente.
2. Processamento (transformação, throughput): É a transformação dos insumos recebidos em algo desejável e esperado.
3. Exumos (produtos, output): Os insumos, após serem processados, serãotransformados em um produto ou exumo, que será colocado no meio ambiente .
De posse desses elementos gerais, encontramos em qualquer organização as seguintes características :
1. Comportamento probabilístico: as organizações são sempre afetadas pelas variáveis externas, o ambiente, que inclui variáveis desconhecidas e incontroladas. Por outro lado as conseqüências dos sistemas sociais sãoprobabilísticas e não-determinadas. Por essa razão, o comportamento do ser humano e, em larga escala, da massa não é determinável. Assim, não se pode esperar que as pessoas envolvidas em uma relação com a empresa tenham um comportamento previsível e de acordo com suas expectativas.
2. Interdependência entre as partes: em razão da divisão do trabalho e da diferenciação das partes de um sistema, as partesprecisam ser coordenadas e integradas. As interações internas e externas do sistema refletem diferentes escalões de controle e da autonomia. Uma variedade de subsistema deve cumprir a função do sistema e as suas atividades devem ser coordenadas. – divisão de trabalho, coordenação, integração e controle;
3. Entropia: é a conseqüência da falta de relacionamento entre as partes de um sistema, o que...
tracking img