Pensamento Moderno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6578 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE PITÁGORAS
Campus Jundiaí
Curso de Homem, Cultura e Sociedade.





O PENSAMENTO MODERNO



Alex Correia de Araujo – Engenharia Mecânica – Noturno
Andre Berganton Cardoso – Engenharia Mecânica – Noturno
Carlos Eduardo Fernandes Stopa – Engenharia Mecânica – Noturno
Fernanda A. Oliveira e Silva – Engenharia Mecânica – Noturno
Rafael Barbado Oliveira – Engenharia Mecânica– Noturno



Orientador:
Paulo Silvino Ribeiro



Jundiaí
Dezembro de 2012
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ...................................................................................... 2
2 O PENSAMENTO MODERNO .............................................................. 3
2.1 Racionalismo (René Descartes - 1596 – 1650) .................................. 6
2.2 Empirismo (John Locke- 1632 – 1704) .............................................. 10
2.3 Iluminismo (Immanuel Kant - 1724 – 1804) ........................................ 14
3 REFERÊNCIAS ..................................................................................... 21











1 INTRODUÇÃO

Neste trabalho explicaremos um pouco sobre o pensamento moderno citando alguns dos principaisfilósofos da época, entre eles René Descartes, John Locke e Immanuel Kant e suas vidas, suas obras e seus pensamentos.
Falaremos sobre o cenário político, econômico e social na Europa. Nesse período as diversas transformações na humanidade entre a era moderna e a contemporânea.
2 O PENSAMENTO MODERNO

É período histórico que é ao mesmo tempo passado e presente. No geral, ela é um processo detransformações do pensamento ocidental iniciado no século XVI onde há uma ruptura com a tradição medieval. Michel Focault (1984) no seu texto o que é o iluminismo diz que o tempo moderno é “tudo isso, a filosofia como problematização de uma atualidade e como interrogação para o filósofo dessa atualidade da qual faz parte e em relação à qual tem que se situar, poderia caracterizar a filosofia como discursoda modernidade e sobre a modernidade.”
Com a inauguração dos tempos modernos, o homem se torna o centro, a medida do conhecimento em que tudo está estritamente ligada à razão. Daí a importância da compreensão da modernidade para, então, se compreender como foi descoberta a ideia de sujeito, de agente dominador. As grandes navegações dão uma nova visão de mundo no contato de novas culturas, oRenascimento e a Reforma Protestante trazem mudanças cruciais principalmente no âmbito religioso e político. É indispensável considerar o Renascimento como o momento chave nas profundas transformações do Ocidente, em que a visão de mundo do homem é marcada “por uma verdadeira paixão pelas descobertas”. “Eruditos redescobrem as antigas doutrinas filosóficas e cientificas, forjadas pelos gregos, e emnome das quais torna-se possível constituir uma sabedoria nova, oposta às concepções que prevaleceram na Idade Média” (AMÉRICO, 2004. p. 07).
A modernidade é a época em que a alma se retira do mundo das coisas e recolhe-se no mundo dos homens, bem como a época em que os homens se acreditam suficientemente fortes e poderosos, qual um novo, qual um novo Prometeu, se não para elevarem-se contra adivindade e se imporem aos deuses, ao menos para prescindirem de sua proteção e dispensarem seus serviços. (DOMINGUES, 1991, p.32)
Com todas essas novidades, o mundo parecia está desordenado, fragmentado e sem referência ou centro, era preciso achar alguma orientação ou método para centralizar o mundo. É aqui que a razão entra como aquela que vai restituir a unidade perdida, pois ela está para alémdas culturas e é universal.
A razão é de fato, o elemento comum a todos os seres humanos e, por isso, assume a condição de fundamento a partir do qual o mundo deve ser organizado. É ela quem deve, a partir de agora, dar unidade e sentido a todas as esferas que compõem a existência humana. Tudo quanto pretenda ter legitimidade para existir necessita, pois, de submeter-se ao crivo da Razão....
tracking img