Pensadores: max weber e saint-simon

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2741 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO EDUCACIONAL VICTOR E WLADIMIR
CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES
DISCIPLINA: ASPECTOS SOCIOLÓGICOS
PROFESSORA: SIMONE PEREIRA






PENSADORES: MAX WEBER E SAINT-SIMON






Grupo:
Ailza Victor
Andrea Fonseca
Edvanira Linhares
Jussara Santiago
Maria Celimar de Paula
Mariza Lameira
Natalia Marinho
Neliana
Patrícia Salles
Roseane Araújo
Tânia Cristina DelfinoRIO DE JANEIRO, 28 DE JUNHO DE 2012


1 – INTRODUÇÃO



A sociologia, que surgiu como ciência a partir de fins do século XVIII,  é a parte das ciências humanas que estuda o comportamento humano em função do meio e os processos que interligam os indivíduos em associações, grupos   e instituições. Enquanto o indivíduo na sua singularidade é estudadopela psicologia, a sociologia tem uma base teórico-metodológica voltada para o estudo dos fenômenos sociais, tentando explicá-los e analisando os seres humanos em suas relações de interdependência. Compreender as diferentes sociedades e culturas é um dos objetivos da sociologia.


O conhecimento sociológico, através dos seus conceitos, teorias e métodos, pode constituir um excelente instrumentopara as pessoas compreenderem as situações com que se defrontam na vida cotidiana, assim como as suas múltiplas relações sociais e, consequentemente, a si mesmas como seres inevitavelmente sociais.


Os sociólogos fazem uso frequente de técnicas quantitativas  de pesquisa social (como a estatística) para descrever padrões generalizados presentes nas relações sociais. Isto ajuda a desenvolvermodelos que possam entender mudanças sociais e como os indivíduos responderão a essas mudanças. Em alguns campos de estudo da sociologia, as técnicas qualitativas — como entrevistas dirigidas, discussões em grupo e métodos etnográficos  — permitem um melhor entendimento dos processos sociais de acordo com o objetivo explicativo.



2 – MAX WEBER



[pic]


O sociólogo Max Weberparte do princípio de que a sociedade não é apenas algo exterior aos indivíduos. Ao contrário, ela seria o resultado de uma imensa rede de interações entre os seus membros. Para analisar esta rede de relações não basta observá-la de modo distante, é necessário se aproximar, interagir e, a partir daí, assimilar os diferentes tipos de racionalidade que motivam as ações sociais. Esta compreensão dosentido subjetivo das ações dos indivíduos que se relacionam com os demais membros da sociedade ou grupo é a base da sociologia weberiana.  
Um importante conceito que é a base a partir da qual a sociologia weberiana pode ser estruturada é o conceito de ação social. Ação social, segundo Weber, é todo tipo de conduta humana relacionada a outros indivíduos e dotada de um sentido subjetivamenteelaborado. Para ele, a sociedade se apresentava como uma grande teia formada por diversos tipos de ações sociais. A identificação do sentido subjetivo dessas ações, ou seja, do tipo de racionalidade que as motiva e que leva a este ou àquele comportamento é o que define a sociologia weberiana como compreensiva.
Na opinião de Max Weber, as ciências sociais, definidas por ele como ciências dacultura, são disciplinas cujas diretrizes metodológicas e teóricas são profundamente influenciadas pelo ponto de vista do investigador, ou seja, ao se produzir conhecimento científico, ou se relacionar com ele é de grande relevância se levar em consideração os valores presentes na personalidade do cientista ou pesquisador.
Neste sentido, não existiria uma espécie de ciência “neutra”, sendo opróprio foco da pesquisa científica estabelecido, muitas vezes, em sintonia com os valores morais, políticos ou religiosos de quem desenvolve o trabalho. Um traço marcante do pensamento weberiano é a sua ruptura radical com a lógica do cientificismo positivista.
Auguste Comte definia a sociologia como a física social. Segundo ele, a lógica de pesquisa desta disciplina seria destinada a...
tracking img