Peixes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 269 (67192 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Manuel Vazquez Vidal Jr. DSc.
Professor de Aqüicultura. UENF/LZNA

UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense “Darcy Ribeiro”
LZNA - Laboratório de Zootecnia e Nutrição Animal
Apostila de Piscicultura
Esta apostila contém os textos utilizados nas disciplinas "Piscicultura"
(Medicina veterinária) e "Aqüicultura I" (Zootecnia), além de servir de
base para a prova de seleção domestrado na área supra citada.

1

Manuel Vazquez Vidal Jr. DSc.
Professor de Aqüicultura. UENF/LZNA

INTRODUÇÃO
A abordagem tradicional que é feita ao se discorrer sobre o
tema “criação de peixes” ou “piscicultura” é predominantemente
técnica. Reflete a mesma percepção do produtor tradicional, ou
seja, aborda apenas os temas que estão dentro da porteira, como o
modelo de produção, omanejo, a reprodução etc.
A produção comercial de peixes está se tornando
rapidamente uma atividade profissional altamente competitiva, em
que a diferença entre o sucesso e o fracasso pode estar nos
detalhes.
Para que seja possível produzir de forma efetiva, ou propor
tecnologias, ou projetos de pesquisa, ou ainda para que se possa
traçar metas ou uma política em piscicultura, é necessárioconhecer
com o mesmo grau de familiaridade os elos da cadeia de produção.
Esses elos estão a montante (anteriores) e a jusante
(posteriores) da propriedade.
Entre os elos a jusante, enquadram-se os fabricantes e os
fornecedores de rações e equipamentos.
A montante, os
transportadores de peixe, os frigoríficos, as lojas de peixes
ornamentais, o consumidor etc.
Os produtores ainda têm muitadificuldade em se relacionar e
também compreender os demais elos da cadeia de seu produto.
Para eles, o mercado é um tanto quanto mágico. Eles não
percebem quais são as regras que regem este mercado e, portanto,
não entendem porque seus produtos seguem determinadas
flutuações de preço. Por outro lado, a falta de conhecimento e a
falta de integração com os elos anteriores à produção fazem comque o produtor seja menos competitivo.
Produzir peixe em grande quantidade não é difícil. Mas não é
apenas este o objetivo de uma piscicultura, ela deve produzir o
peixe desejado pelo consumidor, com a qualidade que ele exige e
no preço que ele se dispõe a pagar.
A única forma de alcançar este objetivo é investir na
aquisição da tecnologia de produção (dentro da porteira) e buscarconhecer não só seus futuros clientes, como também conhecer
todas as pessoas e instituições com as quais irá se relacionar
comercialmente.
Atingir tais objetivos com o menor custo possível, é o que
determina quais produtores permanecem na atividade a longo
prazo.
Devemos ressaltar que a oferta de peixes no Brasil, tanto
para abate quanto para pesca, e até mesmo para ornamentação, é
2

ManuelVazquez Vidal Jr. DSc.
Professor de Aqüicultura. UENF/LZNA

muito inferior à demanda. Investir em piscicultura é uma excelente
opção para quem possui perfil de empreendedor.
A primeira etapa de nosso curso será determinar em qual
mercado atuar e buscar as tecnologias necessárias para atender a
este mercado. Vamos procurar primeiro compreender os diversos
aspectos históricos que contribuempara a atividade piscícola,
procurando conhecer melhor os elos das cadeias produtivas.
LEGENDA: A Unipeixes, associação de produtores de
Muriaé, Minas Gerais, embarcam para o mercado de São Paulo
cerca de 100 mil peixes ornamentais semanalmente.
AQÜICULTURA
O termo aquicultura deriva da junção dos vocábulos
AQÜICULTURA = AQU(I) + CULTURA
O que significa, a princípio, a arte de criar emultiplicar
animais e plantas aquáticas. Porém, a FAO (órgão da ONU para
alimentação e agricultura) define aqüicultura como sendo “o cultivo
de organismos aquáticos”, incluindo peixes, moluscos, crustáceos e
plantas.
Ressalvando que a atividade de cultivo implica
obrigatoriamente na intervenção do homem no processo de criação,
visando aumentar a produção através da reprodução, estocagem,...
tracking img