Pedro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (513 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Pedro tinha 14 anos quando tudo aconteceu. Começo por vos falar do ambiente em casa. Os pais tinham cursos superiores e pode-se dizer que viviam bem. Tinha mais dois irmãos, de 5 e 8 anos. Todos osanos a mobília dos quartos e da sala eram mudados e as paredes novamente pintadas. Ao entrar em casa parecia que não vivia lá ninguém! Tudo tão uniformemente disposto, jamais se via um objecto forado lugar. Os pormenores chegavam a este ponto: os miúdos não podiam andar descalçados porque ao subir para os sofás iam roçar com os pés e sujar! Os pais iam sempre buscá-los ao colégio de carro e porisso o Pedro jamais andou a pé com os colegas. Vejam lá que aos 14 anos nunca tinha andado de autocarro! Desde cedo que cada um teve o seu computador porque os pais podiam dar-lhes tudo o quequisessem. Nunca pensaram que isso poderia contribuir ainda mais para a solidão de cada um.Os ideais de perfeição, de sucesso eram os que pervaleciam. O Pedro encaixava-se perfeitamente naquele esteriótipo derapaz magricelas e borbulhento. Nos jogos de futebol era sempre o último a ser escolhido e enviado imediatamente para a baliza. Por mais que tentasse não se conseguia misturar entre os seus pares.Nesse dia o Pedro chegou a casa sentindo-se um monstro. Pegou no seu primeiro cigarro e colocou-o na boca, olhou para o espelho. De repente teve vontade de rasgar a face e escolher uma “normal”. Como sesentia idiota e parvo. Olhou para o telemóvel: Zero mensagens, no mail: Zero. Ninguém queria saber dele, ninguém se lembrava sequer da sua existência. Atirou-se para cima da cama, e olhou para o“Admirável Mundo Novo” de Huxley que andava a ler. Lembrou-se da frase que tinha lido na véspera “as pessoas diferentes estão condenadas à solidão”. Sim, ele era diferente, anormal. Uma dor insuportávelcomeçou a crescer dentro do seu peito e era tão agonizante que quase o sufocava. A única coisa de positivo que tinha na sua vida eram as notas escolares. Mas de que serviam elas quando se está...
tracking img