Pedagogias em movimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Currículo sem Fronteiras, v.3, n.1, pp. 28-49, Jan/Jun 2003

PEDAGOGIAS EM MOVIMENTO – o que temos a aprender dos Movimentos Sociais?
Miguel G. Arroyo
Universidade Federal de Minas Gerais Belo Horizonte, Brasil

Resumo

Este artigo discute os vínculos entre trabalho e educação enfatizando a necessidade de não só destacar os efeitos deformadores gerados sob as relações capitalistas deprodução, mas
principalmente destacar que o trabalho compreendido como princípio educativo pode ter um efeito formador. O autor pretende chamar a atenção para essa rica e fecunda tradição que tanto tem marcado o repensar da teoria pedagógica: encontrar os vínculos tensos entre trabalho e educação, aqui pensados nas relações entre educação e movimentos sociais.

Palavras-chave: trabalho e educação;educação e movimentos sociais
Abstract

This paper discusses the connections between labor and education, emphasizing the need to not only stress the deforming effects of the capitalist relations of production, but also highlighting the fact that labor, if seen as an educational principle, can have a forming effect. The author emphasizes the rich and fruitful tradition that explores the tenseliaison between labor and education in connection with the social movements. Key words: labor and education; education and social movements

ISSN 1645-1384 (online) www.curriculosemfronteiras.org

28

Pedagogias em Movimento

“É a tomada de consciência política – das populações primitivas – que tornou nosso século (XX) o mais revolucionário da história”.

Eric Hobsbawm

A análise dasrelações entre educação, trabalho e exclusão social nos levam a um permanente olhar em duas direções que terminam se encontrando. De um lado, estarmos atentos às contraditórias transformações que precarizam a vida de milhões de seres humanos, negando-lhes os direitos mais básicos: olhar os brutais processos de desumanização a que são submetidos. De outro lado, estarmos atentos às múltiplasmanifestações de luta pelos direitos humanos, às manifestações de mobilização coletiva vindas dos excluídos e oprimidos: olhar os processos de humanização que se dão nos movimentos sociais e nas experiências e lutas democráticas pela emancipação. O primeiro olhar privilegia as análises dos vínculos entre trabalho e educação, onde temos uma longa tradição. Análises que vão desde a compreensão dasdeterminações e restrições postas pela organização produtiva, até a afirmação do trabalho como princípio educativo. Em comum o reconhecimento da categoria trabalho na compreensão dos processos de formação-deformação humana; o caráter histórico destes processos educativos e culturais vinculados a formas concretas de produção da existência. Em comum, ainda, uma forte carga humanista nas análises: o destaquedo sentido desumano da divisão histórica do trabalho e do caráter deformador e sufocante do domínio do processo de produção sobre os homens e não destes sobre as relações de produção. Em estudos diversos foi muito mais destacado o trabalho como deformador sob as relações capitalistas de produção do que o trabalho como princípio educativo, formador. Pretendo apenas chamar a atenção para essa rica efecunda tradição que tanto tem marcado o repensar da teoria pedagógica: encontrar os vínculos tensos entre trabalho e educação. O tema proposto agora nos traz para outros vínculos: as relações entre movimentos sociais e educação. Uma relação menos explorada, menos explicitada e possivelmente não menos fundamentada na história da formação humana e na tradição pedagógica progressista. Sistematizoneste texto algumas das notas que me orientaram nos encontros da ANPEd e da CLACSO de que participei, refletindo sobre os possíveis vínculos entre movimentos sociais e educação.

O Aprendizado dos Direitos Nas décadas de 70-80 várias pesquisas, dissertações e teses mostraram a influência dos movimentos sociais na conformação da consciência popular do direito à educação básica, à escola pública....
tracking img