Pedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA-FACINTER
JENIFER PAIM HUSEK

PORTFÓLIO

CACHOEIRA DO SUL
2011
FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA-FACINTER
JENIFER PAIM HUSEKPORTFÓLIO

TRABALHO APRESENTADO NA DISCIPLINA DE METODOLOGIA DO ENISNO DE LINGUA PORTUGUESA NO CURSO DE PEDAGOGIA A DISTANCIA TURMA 2009/05 DA FACULDADE INTERNACIONAL DECURITIBA – FACINTER.
TUTORA LOCAL; LETICIA PAIXÃO.
CENTRO ASSOCIADO; CACHOEIRA DO SUL.

CACHOEIRA DO SUL
2011

ATIVIDADES DEAPRENDIZAGEM:
QUESTÕES DE REFLEXÃO

1. Quais poderão ser as conseqüências para uma criança de oito anos que ainda persiste com o processo fonológico de desvozeamento? Como professor,qual seria a sua atitude diante dessa situação?
Não é raro observar crianças que apresentem alterações de fala e voz na prática fonoaudiológica.
Crianças com alterações de falacaracterizadas pelo ensurdecimento podem apresentar dificuldade no controle laríngeo. Devido a essa dificuldade tais crianças emitem um fonema próximo cuja produção, facilitada pela ausência de participaçãoglótica, seria percebida como o correlato surdo.   Crianças que trocam sons sonoros por surdos apresentam freqüência fundamental mais baixa, produzem repetições silábicas mais lentamente e realizamrepetições arrítmicas, indicando dificuldades no controle motor oral e glótico. A alteração da dinâmica vibratória das pregas vocais provoca vibrações aperiódicas e irregulares, decorrentes dodesequilíbrio entre a tensão mio elástico e a pressão da corrente aérea subglótica o que pode dificultar a pré-sonoridade. Na infância, essas alterações da produção vocal são causadas, sobretudo pela presençade nódulos vocais, principal etiologia da disfonia infantil, cuja prevalência é de 6 a 9% na população A investigação do mecanismo de produção do fonema sonoro também indicou o abaixamento da...
tracking img