Pedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7805 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Titulo: Construindo modelos de gestão escolar Autor: Licínio C. Lima Colecção: Cadernos de Organização e Gestão Curricular ISBN: 972-9380-98-8 Editora: Instituto de Inovação Educacional

ÍNDICE
I - INTRODUÇÃO .................................................................................................................................1 O QUE É UM «MODELO DE GESTÃO»ESCOLAR?...............................................................1 PERGUNTE ÀS SEGUINTES RESPOSTAS… ............................................................................2 JUSTIFICAR AS PERGUNTAS?.................................................................................................3 SEM SOLUÇÕES E SEM GRELHAS DE CORRECÇÃO ...........................................................3 PROPOSTA DETRABALHO I....................................................................................................4 II - MODELO(S) DE GESTÃO: O SINGULAR E O PLURAL ............................................................5 O SINGULAR COMO VERSÃO OFICIAL DA REALIDADE .....................................................5 O PLURAL DE MODELO E A PLURALIDADE DE PRÁTICAS...............................................6 Modelos juridicamente consagrados ................................................................................7 Modelos de orientação para a acção.................................................................................9 Modelos praticados ........................................................................................................12 PROPOSTA DE TRABALHOII.................................................................................................13 DOS CONSTRUTORES E DOS PROCESSOS DE CONSTRUÇÃO: CONSTRUINDO MODELOS DE GESTÃO ATRAVÉS DO EXERCÍCIO DA AUTONOMIA...............................13 PROPOSTA DE TRABALHO III ...............................................................................................15 BIBLIOGRAFIA..................................................................................................................................17

I - INTRODUÇÃO
O QUE É UM «MODELO DE GESTÃO» ESCOLAR?

Sempre que formulada, a pergunta parece impertinente, de tão óbvia e consensual que, supostamente, é a resposta. E quanto maior é a experiência dos interlocutores mais descabida parece, acabando por ser tolerada com oestatuto de mera pergunta de circunstância, ou de retórica; uma pergunta que não chega a ser verdadeiramente formulada com o intuito de conduzir a uma resposta. Geralmente, porém, após um primeiro momento de estranheza e de surpresa, despoletado por uma pergunta que não se esperaria ver formulada, ou até cuja simples formulação é interpretada como um acto de desvalorização social e académica daaudiência (que obviamente não pode deixar de conhecer a resposta), e após um segundo momento de confirmação e de insistência na pergunta por parte de quem a produziu, surge invariavelmente um terceiro momento marcado pelo incómodo e pela suspeição. Incómodo porque, afinal, se descobre que quem perguntou continua a aguardar pela resposta e que o seu súbito silêncio e a sua postura expectanteresponsabilizam definitivamente a audiência por uma tomada da palavra. Suspeição porque, uma vez aceite a pergunta, isto é, socialmente atribuído à interrogação de partida o estatuto de pergunta, surge então o problema da construção da(s) resposta(s). E ao ser levada a sério, a pergunta parece exigir, congruentemente, uma resposta séria, suspeitando-se então que as várias respostas potenciais, e disponíveis,tomadas como óbvias, de senso tão comum e partilhado que ainda há pouco faziam da pergunta um exercício supérfluo ou retórico, talvez não preencham os requisitos ou as exigências agora supostos por uma pergunta que de tão aparentemente fácil começa a tornar-se de resposta difícil. Nestas circunstâncias, ocorrem com frequência distintos modos de afrontamento da situação: (1) a procura das razões...
tracking img