Pedagogia unopar 2 semestre

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1093 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO..........................................................................................................................4

3 CONCLUSÃO 7

REFERÊNCIAS 8

INTRODUÇÃOPretende-se através deste plano de ação nos capacitar a ter um posicionamento diante de muitos tipos de preconceito ocorrido dentro da sala de aula, o texto de exemplo da Natália não ocorre apenas na ficção, com relação a esse tema convivemos desde cedo com certos preconceitos,estes casos existem todos os dias dentro do lar, na escola pelos colegas, na rua e etc., os professores efuncionários da escola precisam de planos para que estes sejam amenizados e até serem excluídos de dentro de da sociedade, dando ênfase que cada pessoa tem o seu jeito de ser, segundo Marcos Rolim:

As escolas não são instituições apartadas da sociedade. Assim, se termos preconceitos e práticas discriminatórias disseminadas socialmente, seria de se esperar que estes fenômenos também se fizessempresentes nas escolas. Por óbvio, quanto maior o espaço para a reprodução dos preconceitos, maior a gravidade e a prevalência do bullying, como de resto de toda a violência. Ao que tudo indica, uma parte significativa dos professores também compartilha de muitos preconceitos, o que torna mais difícil que estes educadores percebam os processos de exclusão e certas práticas de violência que severificam nas relações entre os alunos(ROLIM, 2010).


O texto de referência utilizado como o de Natália, pode ser utilizado como um estudo de caso, ou seja quando isso acontece dentro do ambiente escolar acredita-se que é competência da escola, e do pedagogo que tem uma maior convivência dentro do horário escolar, é claro que não compete fazer este trabalho sozinho, sendo que dentroda escola existe o psicólogo escolar, ou até mesmo o psicopedagogo e orientação.

A proposta deste plano de aula visa desenvolver e diminuir com os alunos os preconceitos e descriminação, a fim de conservar a harmonia e o prazer proporcionado por estas atividades abaixo que podem ser utilizadas dentro da sala de aula, possibilitando às crianças conhecimento de que o preconceito não éapenas em questão de cor, e sim também precisa participar da construção do relacionamento sólido, interagindo com os colegas e familiares nas brincadeiras e desenvolvendo valores importantes na formação do ser humano como os desenvolvimentos motor, físicos, cognitivos, afetivos, principalmente a interação e o respeito pelos amigos.
E proporcionar que os pequenos explorem assuntosde diferentes velocidades e também em sintonia, além de aprimorar relaciomentos, o equilíbrio e o contato social.











DESENVOLVIMENTO

*PÚBLICO ALVO: Crianças do ensino fundamental da primeira série onde os mesmos estão iniciando a sua carreira escolar,pois é nessa fase que pode se desenvolver habilidades nas crianças e nos adolescentes,afim de que encarem ocrescimento e a inserção social de modo mais favorável e é nessa fase que estão construindo a base, podemos fazer uma comparação a uma casa, que primeiro é construído o alicerce logo em seguida vai dando continuidade nos outros processos. E também aplicando atividades para interagir com os colegas de sua sala e também de outras salas, criando assim um convívio social harmonioso e prazeroso.Faixa etária: 4 e 5 anos
Materiais necessários: Retalhos de tecidos de diversas cores e estampas, linha, agulha, botões, papel, lápis de cor e giz de cera.


ATIVIDADES:


Atividade 1
Reúna a turma em círculo para ouvir você ler histórias que tratem da diversidade e valorizem o respeito à diferença. Peça que todos comentem. A roda de conversa pode ser...
tracking img