Pedagogia da autonomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1600 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CARVALHO, José Murilo de. Os bestializados: O Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Companhia das letras, 1987. 196p.

José Murilo de Carvalho é brasileiro, natural de Andrelândia-MG. Possui uma extensa formação acadêmica, possui graduação em Sociologia e Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (1965), mestrado em Ciência Política - Stanford University (1969) edoutorado em Ciência Política - Stanford University (1975), pós-doutorado em História da América Latina na University of London (1977). É membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Ciências. Tem dez livros publicados dentre os principais, o que trata esta resenha e também o livro A formação das almas, 1991.
A presente obra é um livro que nos trás a tona ocotidiano, as agitações políticas e culturais de grande relevância após a proclamação da república, na então capital federal, o Rio de Janeiro. Discorrendo sobre a participação da população e das elites nas revoltas e nas tensões políticas que envolvem as diversas classes envolvidas bem como as linhas de pensamento que seguem.
Aristides Lobo, propagandista da república diz: “o povo, que peloideário republicano deveria ter sido protagonista dos acontecimentos, assistira a tudo bestializado, sem compreender o que se passava, julgando ver talvez uma parada militar”. Outra citação famosa é de Lois Couty, francês que naquela época já vivia há muito tempo no Brasil, ele diz: “o Brasil não tem povo. A partir destas citações o autor vai desenvolvendo ao longo do livro a problematização emtorno destas citações, com argumentos que endossam e outros que desconstroem esta visão.
O Rio de Janeiro era a capital federal, política e administrativa, centro das agitações do país pós-império. Os principais temas desenvolvidos na obra são: a cidadania, a participação política, a reforma estrutural da cidade, a mudança de regime político, mudanças sociais e culturais e a revolta davacina em destaque, por se tratar de uma revolta popular com êxito. O autor expõe as mais variadas formas de pensamento que formavam a tão agitada cidade do Rio de Janeiro.
No capítulo um podemos conhecer o clima de tensão que se passava na cidade durante há primeira década republicana, neste trecho em que o autor nos fala: “Acidade do Rio de Janeiro passou, durante há primeira década, pelafase mais turbulenta de sua existência”. De fato as transformações culturais, sociais, políticas e também estruturais, nos mostra como a cidade era diversificada, do ponto de vista político e cultural, principalmente política, devido à mudança recente de regime político. O impacto que causou o novo regime na sua fase inicial de consolidação até o final do governo Rodrigues Alves é o que trataprincipalmente este primeiro capítulo, sem esquecer também a questão estrutural da cidade.
Esta questão estrutural envolvia os cortiços do centro da cidade, que era apinhado de pessoas e foco de proliferação de doenças, portanto alvo certo da reforma da cidade. Outros problemas no mesmo viés estrutural era a falta de água, de saneamento básico e de habitação que se agravava com a imigração e oêxodo rural. Devido essas mudanças a imigração estrangeira e a abolição da escravatura, a chegada da corte portuguesa e a abertura dos portos dentre outros motivos, os cidadãos passaram a se ver mais participantes nos processos sociais de uma forma ou de outra, seja por vontade própria ou por reação as situações desfavoráveis que surgiam, como desemprego, a falta de habitação e a má remuneração.Com a demanda de pessoas e a falta de estrutura, teve como conseqüência, a falta de água, várias doenças como, a varíola, febre amarela, malária e a tuberculose que matava muitas pessoas. Para agravar mais ainda a situação, entra a questão econômica, que com a inflação e a duplicação dos preços devido a especulação financeira, que beneficiava poderosos e deixava o povo numa situação...
tracking img