Pecuaria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2526 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO
A suinocultura moderna se destaca por altos índices de produtividade. A taxa de reposição de machos deve ser muito bem planejada e executada para minimizar o atraso genético, sendo ao mesmo tempo, compatível com a máxima produção de sêmen, contribuindo para a viabilização econômica da criação de suínos. Não se pode esquecer de que a taxa de reposição de fêmeas também é muitoimportante.
Uma das mais importantes características de todos os seres vivos é o processo reprodutivo, podendo-se dizer que o valor primordial de qualquer animal doméstico depende de sua capacidade reprodutiva.
A maximização da eficiência reprodutiva nas fêmeas suínas é conseqüência do conhecimento dos mecanismos envolvidos na manifestação do cio e no estabelecimento da prenhêz, relacionados a um bommanejo.
O objetivo principal desse boletim é realizar uma revisão de literatura sobre o manejo da cobrição da suinocultura e os aspectos fisiológicos envolvidos.
2 CICLO ESTRAL NAS FÊMEAS SUÍNAS
O cio ou estro é um fenômeno fisiológico, periódico, próprio das fêmeas, que se caracteriza pela manifestação externa de uma cadeia de eventos que ocorrem no trato genital feminino, sendo este períodopropício à recepção do macho e provável fertilização.
Em suínos, o cio ocorre regularmente durante todo o ano e a estacionalidade é discreta.
1 Aluna do curso de graduação em Zootecnia da Universidade Federal de Lavras/UFLA.
2 Professor adjunto do Departamento de Medicina Veterinária/DMV Universidade Federal de Lavras/UFLA Cx. P.
3 Doutoranda em Produção de Suínos da Universidade Federal deMinas Gerais/UFMG.
Embora a técnica de diagnóstico de estro seja bastante simples de ser realizada, a precisão na sua execução é de fundamental importância, pois será o ponto de partida para a determinação do momento exato da inseminação. Vários fatores podem influenciar na eficiência do diagnóstico do estro, tais como: presença do macho, instalações, época do ano e manejo.
2.1 Fases do ciclo estraldas fêmeas suínas:
1) Pró-estro: fase com duração de, aproximadamente, dois a três dias. Há início de manifestações psíquicas, às vezes com presença de muco, e a vulva apresenta-se avermelhada e geralmente inchada. 2) Estro: também chamado de cio propriamente dito, com duração de aproximadamente dois a três dias; é a fase em que a fêmea aceita o macho e quando ocorre a ovulação, em média, entre20 e 36 horas após o aparecimento dos primeiros sinais de cio. 3) Metaestro: fase com duração de dois dias, quando o animal começa a voltar ao seu comportamento habitual e a vulva se apresenta menos inchada. 4) Diestro: esta fase compreende o período de cerca de 14 dias após a ovulação; a mucosa da vagina e a cérvix, nesta fase, ficam secas e pálidas.
3 COMPORTAMENTO SEXUAL
Na suinocultura, omacho, quando é utilizado como reprodutor do plantel, é chamado de varrão (jovem), cachaço (adulto) ou simplesmente de reprodutor.
Vários padrões de cortejos, atividades motoras e atitudes são direcionados no sentido de aproximar os gametas masculinos e femininos a fim de assegurar a fertilização, a gestação e a propagação das espécies.
Nos machos, os atos de fungar, salivar, e focinhar as fêmeassão os padrões mais freqüentes.
A libido do macho é muito importante para reprodução dos suínos, tanto na monta natural quanto na inseminação artificial.
O característico odor dos cachaços é produzido pelas secreções das glândulas da pele (glândulas do carpo que ocorrem em ambos os sexos e glândulas da bolsa prepucial que ocorrem apenas nos machos) e está relacionado ao comportamento sexual.
Nomanejo da cobrição na suinocultura, deve-se atentar para o fato de que tanto fatores genéticos quanto ambientais afetam o comportamento sexual.
4 MONTA NATURAL
A inseminação é o processo de deposição de sêmen no útero da porca em cio, o qual pode ser por meio natural ou artificial.
Na espécie suína, durante a monta natural, o ejaculado é depositado no canal cervical passando rapidamente para...
tracking img