Pdf,doc,docx,wps,odt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3861 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROVA OBJETIVA – ENFERMEIRO DO
TRABALHO JÚNIOR
Texto:
Mendigo
Paulo Mendes Campos

a) um modo de chamar a atenção
b) um modo de ganhar a vida
c) uma besteira sem sentido
d) n.d.a.
04. O mendigo iniciou sua leitura com:

Eu estava diante de uma banca de jornais na
Avenida, quando a mão do mendigo se estendeu. Deilhe uma nota tão suja e tão amassada quanto ele.
Guardou-a no bolso,agradeceu com um seco obrigado
e começou a ler as manchetes dos vespertinos.
Depois me disse:
- Não acredito um pingo em jornalistas. São muito
mentirosos. Mas ta certo: mentem para ganhar a vida.
O importante é o homem ganhar a vida, o resto é
besteira.
Calou-se e continuou a ler notícias eleitorais:
- O Brasil ainda não teve um governo que
prestasse. Nem rei, nem presidente. Tudo umacambada só.
Reconheceu algumas qualidades nessa ou naquela
figura (aliás, com invulgar pertinência para um
mendigo), mas isso, a seu ver, não queria dizer nada:
- O problema é o fundo da coisa: o caso é que o
homem não presta. Ora, se o homem não presta,
todos os futuros presidentes serão ruins. A natureza
humana é que é de barro ordinário. Meu pai, por
exemplo, foi um homem bastante bom. Masnão deu
certo ser bom durante muito tempo: então ele virou
ruim.
Suspeitando de que eu não estivesse convencido
de sua teoria, passou a demonstrar para mim que
também ele era um sujeito ordinário como os outros:
- O Senhor não vê? Estou aqui pedindo esmolas,
quando poderia estar trabalhando. Eu não tenho
defeito físico nenhum e até que não posso me queixar
da minha saúde.
Tirei do bolsouma nota de cinqüenta e lhe ofereci
pela sua franqueza.
- Muito obrigado, moço, mas não vá pensar que eu
vou tirar o senhor da minha teoria. Vai me desculpar,
mas o senhor também é, no fundo, igualzinho aos
outros. Aliás, quer saber de uma coisa? Houve um
homem de fato bom, cem por cento bom. Chamava-se
Jesus Cristo. Mas o senhor viu o que fizeram com ele?
01. Quem é o personagem principaldo texto?
a) O moço que deu a esmola
b) O mendigo, que não pára de falar
c) O cronista, narrador da história
d) todos são personagens principais
02. A expressão “ser igualzinho aos outros”, no texto,
significa ser também:
a) um desocupado bem posto na vida
b) cem por cento bom
c) de barro ordinário
d) incapaz de ajudar os mais pobres

a) os títulos principais dos jornais da tarde
b)as notícias políticas dos jornais da tarde
c) as notícias eleitorais dos jornais da manhã
d) os títulos principais dos jornais da manhã
05. Ao dar esmola, o moço agiu de maneira:
a) displicente nas duas vezes
b) refletida na primeira vez e displicente na segunda
c) refletida nas duas vezes
d) displicente na primeira vez e refletida na segunda
06. Segundo o mendigo, os futuros presidentesserão ruins:
a) por causa de sua hostilidade aos mendigos
b) por causa de sua natureza humana
c) por serem iguaizinhos aos jornalistas
d) porque sempre estarão nas manchetes dos jornais
07. O narrador se simpatiza pelo mendigo porque ele
se mostrou:
a) muito crítico
b) meio religioso
c) bem informado
d) bastante sincero
08. Ӄ o retrato verbal de pessoas, coisas ou
ambientes; as frasesnominais predominam,
indicando pouca ação ou mesmo sua ausência total”.
O conceito acima refere-se a que gênero textual?
a) descrição
b) dissertação
c) narração objetiva
d) narração subjetiva
09. Observe:
1) ”Carlos foi logo indagando: - Que foi que
aconteceu, André?”
2) ”Disse-me ele que sentiu uma verdadeira
transfiguração da realidade.”
Os discursos acima são, respectivamente:
a)discurso direto e discurso direto
b) discurso direto e discurso indireto
c) discurso indireto e discurso indireto
d) discurso indireto e discurso direto
10. Os termos da oração são: essenciais, integrantes
e acessórios. Os termos integrantes da oração são
os que completam o sentido dos verbos e nomes.
Quais são esses termos integrantes?

03. O mendigo vê sua própria opinião a respeito...
tracking img