Pcsicologia como ciencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 155 (38732 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista
-------------------------------------------------
Artigo
O conceito de homem no jovem Marx (1843-1846)
Rony Emerson Ayres Aguirra Zanini
Elaborado em 12/2012.
Página 1 de 4»
A A
Estuda-se a identificação marxiana da essência humana em sua tríplice dimensão (prática, social e histórica): o homem (indivíduo) é um ser social.
Resumo: Karl Marx foi um pensador do Século XIX, cujocontexto histórico se encontra influenciado pela Revolução Industrial, em seus primórdios, e pela então recente Revolução Francesa. As fontes principais do pensamento marxiano são a filosofia alemã, o socialismo utópico francês e a economia política inglesa. O pensamento do jovem Marx foi analisado, em seu evolver teórico, desde os Manuscritos de Kreuznach (1843) até A Ideologia Alemã (1846), escritaa quatro mãos com Friedrich Engels. Ao final do percurso pôde-se apreender a identificação marxiana da essência humana em sua tríplice dimensão (prática, social e histórica): o homem (indivíduo) é um ser social. A práxis foi apontada, por sua prioridade ontológica fundamental, como a mediação que suprassume as contradições entre o homem e a natureza, entre a subjetividade e a objetividade, entreo pensamento e a realidade empírica. A essência humana – o trabalho –, na atual sociedade burguesa, encontra-se alienada. A sua reapropriação é vislumbrada na subversão revolucionária da ordem social existente pelo proletariado e na construção de uma sociedade comunista. O pensamento marxiano, a despeito das críticas que lhe foram dirigidas, permanece pertinente e válido neste início de SéculoXXI.
Palavras-chave: Homem. Emancipação humana. Alienação. Práxis. Trabalho. Capital. Revolução. Comunismo.
Sumário: Introdução; 1. Contexto histórico e fundamentos teóricos do pensamento marxiano; 1.1. Contexto histórico: algumas referências; 1.2. Fundamentos teóricos do pensamento de Karl Marx: as três fontes; 1.2.1. A filosofia alemã: hegelianismo, neo-hegelianismo e materialismo feuerbachiano;1.2.2. O socialismo utópico francês e a economia política inglesa; 2. A evolução da antropologia filosófica do jovem Marx; 2.1. Formulando a indagação primordial; 2.2. O jovem Marx e sua funda feuerbachiana contra o gigante Hegel; 2.3. A emancipação humana para além da emancipação política: a questão judaica; 2.4. O proletariado como sujeito da revolução social emancipadora; 2.5. A extinção doEstado político numa sociedade socialista; 2.6. O trabalho como mediação e sua dimensão ontológica fundamental: diagnóstico e proposta de transcendência da alienação; 2.7. O humanismo real contra o idealismo especulativo da “Crítica crítica”; 2.8. Superando Hegel e Feuerbach: o materialismo histórico; 2.9. A essência do homem na concepção do jovem Marx; 3. Sobrevivência da concepção antropológicamarxiana; 3.1. Críticas ao pensamento marxiano; 3.1.1. Hannah Arendt: o animal laborans de Marx; 3.1.2. Jürgen Habermas: a prioridade ontológica da linguagem; 3.1.3. Jean-Paul Sartre: a liberdade concebida e recriada; 3.2. Karl Marx redivivo; Conclusão; Referências.
Textos relacionados
* Juízes e preconceitos: os códigos ocultos dos juízes
* Conceitos lógico-jurídicos e jurídico-positivos:do positivismo ao pós-positivismo
* A proposta de integridade para o direito de Ronald Dworkin. Como casos podem ser decididos à luz de uma “resposta correta”
* Breve análise sobre a impossibilidade de a vítima propor uma demanda diretamente perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos. Necessidade de aperfeiçoamento do sistema interamericano de proteção dos direitos humanos
* Afalácia em Renan Calheiros

Introdução
Quem foi Karl Marx, em que tempo viveu, quais os acontecimentos principais de sua época e quais foram as fontes e influências de seu pensamento? Qual a concepção filosófica de homem no jovem Marx? Ainda mais precisamente: o homem possui uma essência ou natureza? Qual é ela? Trata-se de uma essência fixa e natural? Como o jovem Marx se apodera das ideias...
tracking img