Paulo mendes da rocha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2055 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Este trabalho pretende, através da análise de algumas obras arquitetônicas, destacar dez características do segundo arquiteto e urbanista brasileiro a ganhar o Pritzker, Paulo Mendes Archias da Rocha. As obras selecionadas ilustram essas características, que serão comentadas no desenvolver da narrativa. Iniciaremos a narrativa com uma breve biografia de Mendes da Rocha.Posteriormente, daremos início a enumeração de suas características, identificando-as em seus projetos. Tentaremos coligar suas idéias com as de outros arquitetos modernistas e observar de que maneira eles podem ter lhe servido como referência.

BIOGRAFIA

Paulo Archias Mendes da Rocha nasceu em 1928, na cidade de Vitória – Espírito Santo. Graduou-se arquiteto em 1954 pela Faculdade de Arquitetura eUrbanismo da Universidade Mackenzie, em São Paulo. Deste 1955 trabalha com Arquitetura e Urbanismo. Em 1958, junto com o arquiteto João Eduardo Gennaro, projetou ginásio, praça e piscinas do Clube Atlético Paulistano e venceu o Concurso Nacional. Com esta obra obteve o Grande prêmio Presidência da República na VI Bienal de São Paulo. Já nessa primeira obra, Paulo projeta usando o concreto armadoaparente, grandes espaços abertos, estruturas racionais, entre outros elementos que viriam a caracterizar a “Escola Paulista”, uma linha de projeto que foi encabeçada pela figura de João Batista Vilanova Artigas e bastante difundida na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo
1 2

(Imagens 1 e 2 - Ginásio do clube atlético paulistano)

Logo depois do concurso doPaulistano, Artigas convidou Mendes da Rocha e Pedro Paulo de Melo Saraiva para assistentes dele na FAU/ USP. Em 1961 tornou-se professor da disciplina de Projeto na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Em 1969 foi perseguido pela ditadura militar, teve que deixar de lecionar na FAU/USP. Retorna à faculdade apenas em 1980, juntamente de outros professores cassados (entre os quais, Vilanova Artigas).O reconhecimento internacional ocorre em 1969, com a criação do pavilhão do Brasil na Expo 70, em Osaka, no Japão. Depois foram vários sucessos. Entre 1972 e 1986 foi Presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil, no departamento de São Paulo. Entre os prêmios que conquistou, destaca-se o Mies van der Rohe de Arquitetura Latino-Americana 2000 e o Pritzker 2006. O prêmio Pritzker equivale aoNobel, porém de arquitetura, premia anualmente um arquiteto que reúna talento, visão e comprometimento, tendo contribuído de forma significativa para a humanidade e o ambiente fabricado.

Croqui para Pavilhão Brasileiro na Expo’70, Osaka, Japão.

Em citação oficial, o júri analisou a carreira de Mendes da Rocha como devotada "à criação de uma arquitetura guiada pelo senso de responsabilidade aoshabitantes de seus projetos assim como por uma sociedade mais abrangente". Um dos principais pontos focados foi o uso inteligente de materiais simples, criando uma arquitetura arrojada. Lord Palumbo destacou que o mundo se influenciou pela "monumentalidade de seus edifícios e parcos materiais, que é sua marca registrada". Carlos Jimenez cita a "excepcional economia para alcançar uma arquiteturade profundo engajamento social". Criou a Poltrona Paulistana que possui uma estrutura em aço flexível com assento e encosto por uma capa de couro ou tecido, que em 2009, entrou para a seleta coleção permanente do Museu de Arte Moderna (MoMa) em Nova York.

Poltrona Paulistana – Paulo Mendes da Rocha.

DEZ CARACTERÍSTICAS ILUSTRADAS DE PAULO MENDES DA ROCHA

Como Vilanova Artigas, ele faz usodo concreto aparente aliado aos grandes vãos nos quais a relação indivíduo-espaço é ora íntima e ora monumental. O arquiteto utiliza-se do concreto armado da estrutura às paredes de fechamento. Apesar de o concreto estar em seu estado bruto, observamos que a textura obtida através das fôrmas varia de acordo com o resultado desejado.

Residência Fernando Millán, São Paulo SP, 1970. Arquiteto...
tracking img