Paulo freire

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2032 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPITULO I - A




Para tratar da importância do ato de ler Paulo Freire resgata exemplos de sua própria infância e juventude, nas quais explicita que a leitura vai além da simples capacidade de decodificação das palavras, ler para Freire implica em ser capaz de desenvolver uma percepção crítica que possibilita uma interpretação do que é lido, interpretação esta que pode ser única,haja vista que para Freire o conhecimento de mundo que o indivíduo possui é peça chave desse processo, e considerando que cada um possui experiências únicas, sua interpretação é pessoal e única. Além disso, o autor ressalta a importância da “re-escrita” do lido, uma espécie de interpretação mais profunda que cada sujeito faz do que lhe é posto à frente, por sua vez, esta “re-escrita” concebe ainfluência do mundo ao qual o indivíduo está inserido.
O autor demonstra ainda, que a leitura não está presa ao texto escrito ou falado, mas que esta é maleável e sujeita aos acontecimentos que ocorrem no “mundo” de cada um, é uma espécie de representação que fazemos das coisas, pessoas, locais e situações cotidianas. Somos capazes, por exemplo, de durante nosso estado adulto sentir um cheiro quenos era familiar quando crianças e liga-lo à aquele momento de nossa vida infantil, o que nos pode despertar diversas emoções e reações. Mas Paulo vai mais além, e mostra que o simples fato da recordação implica em uma re-leitura do nosso mundo como era e como está no presente e pode instigar uma re-escrita do mesmo.
O mundo real, segundo o autor, proporciona a primeira experiência quetemos com a leitura e quando evoluímos para a leitura da escrita as palavras e elementos que faziam parte do nosso mundo proporcionam um aprendizado mais efetivo, pois ocorre uma identificação automática entre o real e o escrito, e por isso também mais facilmente absorvida.
Saber ler o mundo e acessa-lo através da palavra e da leitura permite um crescimento que não rompe com o já adquiridoatravés do cotidiano e que não está condicionado ao esforço de memorização e reprodução, mas sim enriquece o conhecimento e proporciona um aprendizado significativo e gradativo que pode ser estimulado.
Freire, além de mostrar antipatia pelo modelo mecânico de ensino utiliza sua experiência enquanto educador para mostrar que o conhecimento de mundo, aquele conhecimento prévio que o alunopossui, deve ser estimulado e manipulado de forma a se tornar instrumento para facilitar a inserção de novos conhecimentos ao trabalhar com a educação.
Para concluir, cabe ressaltar que o processo de ensino e aprendizado está diretamente ligado ao mundo do indivíduo e que este deve ser levado em consideração afim de que o ato de ler seja início de um processo conjunto entre aluno e educador paraa construção de um indivíduo crítico, capaz de assumir uma posição decisiva frente à sociedade que ocupa, sendo assim, ler o seu próprio mundo é o primeiro passo para ler, interpretar, filtrar e re-escrever os mundos em volta.




CAPITULO I – B


Em seu texto, Paulo Freire demonstra que o ato de ler deve ser uma tarefa social e solidária, de responsabilidade de todos,inclusive do aluno. O autor mostra que não cabe apenas ao professor preparar o aluno para que seja capaz de decodificar as palavras contidas em um texto. O educador deve chamar atenção de seu aluno para que este seja capaz de perceber o mundo a sua volta, de lê-lo criticamente, interpreta-lo e reescrevê-lo.
Para Freire, ler é mais que interpretar o que está escrito, é desenvolver uma visão críticado que ocorre no mundo em que se está inserido, para assim poder modificá-lo e obviamente fazer notar-se quando se deparar diante de outros “mundos” com idéias e experiências distintas.
O autor relembra atos e fatos de sua infância para mostrar como se deu a sua própria percepção acerca da importância do ato de ler, ele mostra que seu senso crítico só foi desenvolvido durante sua...
tracking img