Patologias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1858 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Finalidade
Estabelecer os procedimentos básicos e necessários para a execução de Cortes em obras.

2. Generalidade
2.1 Responsabilidade


A responsabilidade para implantação deste procedimento é do GO, sob a coordenação do RA.

1. Detalhamento

Cortes são segmentos cuja implantação requer escavação do material constituinte do terreno natural, ao longo do eixo e nointerior dos limites das seções do projeto (“off-sets”) que definem o corpo estrutural.


As operações de corte compreendem a escavação propriamente dita, a carga, o transporte e o espalhamento do material, no destino final (aterro, bota-fora ou depósito).


Quanto ao projeto, os cortes classificam-se em:


• Cortes de seção plena, quando a implantação corresponder ao encaixe,completo, da seção no terreno natural;
• Cortes em meia encosta (seção mista), quando a implementação corresponder ao encaixe, apenas parcial, da seção no terreno natural, caso em que a plataforma apresenta parte em aterro;






São considerados, também, como cortes:


• Rebaixamento da plataforma de terraplanagem, nos casos em que o subleito é constituído de materiaisjulgados inadequados;
• Escavação de degraus ou arrasamento nos alargamentos de aterros existentes;
• Escavação de degraus em terrenos de fundação de aterros fortemente inclinados;
• Escavação com equipamento convencional de terraplanagem, destinada à alteração de cursos d’água, objetivando eliminar travessias ou posicioná-las de forma mais conveniente em relação ao traçado(corta-rios).

A remoção de solos moles em terrenos de fundação de aterros não é considerada um serviço convencional de corte, sendo tratada particularmente na especificação correspondente.


2. Materiais:
Os materiais ocorrentes nos cortes devem ser classificados de conformidade com as seguintes definições:
• Materiais de 1ª. Categoria: Compreendem os solos em geral, de naturezaresidual ou sedimentar, seixos rolados ou não e rochas em adiantado estado de decomposição, com fragmentos de diâmetro máximo inferior a 0,15m, qualquer que seja o teor de umidade que apresentem.
• Materiais de 2ª. Categoria: Compreendem as pedras soltas, rochas fraturadas em blocos maciços, de volume inferior a 0,5m3, rochas em decomposição não incluídas na 1ª Categoria e as deresistência inferior à do granito são (rochas brandas), cuja extração exija emprego de escarificador pesado.
• Materiais de 2ª Categoria Com Explosivo: Compreendem os materiais cuja resistência seja igual ou superior à do granito e que exija o uso de explosivos para a sua extração, incluindo-se os blocos maciços de volume inferior a 2m3 e superior a 0,5m3.
• Materiais de 3ª Categoria:Compreendem os materiais com resistência ao desmonte mecânico igual ou superior à do granito e blocos de rocha com volume igual ou superior a 2m3, cuja extração e redução, a fim de possibilitar o carregamento, se processem somente com o emprego contínuo de explosivos.


3. Equipamentos:

A execução dos cortes deve ser procedida mediante utilização racional de equipamentos ou processosadequados, compatíveis com a dificuldade extrativa e as distâncias de transporte, que possibilitem a obtenção das produtividades requeridas.


Podem ser utilizados os seguintes equipamentos:

• Para Materiais de 1ª Categoria
- Trator de esteiras equipado com lâmina
- Escavo-transportador
- Trator de esteira equipado com placa de empuxo (“pusher”)
-Escavadeira hidráulica ou pá carregadeira associada a transportador (caminhão basculante, caminhão fora de estrada, etc.)
- Motoniveladora

• Para Materiais de 2ª Categoria
- Trator de esteira equipado com lâminas e escarificador pesado
- Escavo-transportador
- Trator de esteira equipado com placa de empuxo (“pusher”)
- Motoniveladora
• Para Materiais de 2ª...
tracking img