Patologias Importantes do Trato Gastrointestinal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3156 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TRATO GASTROINTESTINAL
IMPORTANTES PATOLOGIAS
ALGUMAS QUESTÕES E RESPOSTAS

1. A creche pode impedir a entrada de uma criança com diarreia?
“É necessário o afastamento da criança quando esta apresentar qualquer problema de saúde, evitando riscos com relação ao conjunto de crianças que frequentam a creche. Além disso, a criança doente necessita de cuidados especiais, repouso e acolhimentodos responsáveis, em um ambiente mais tranquilo e apropriado à sua recuperação.”
http://200.141.78.78/dlstatic/10112/1053798/DLFE-203708.pdf/ManualdeOrientacoesSMEfinaleducacaoinfantil.pdf
Acessado em 22.08.13
Orientações para Profissionais de Educação Infantil, Secretaria da Educação do Rio de Janeiro

“Os critérios de exclusão temporária das crianças doentes, para evitar complicações eestabelecer cuidados adequados a cada situação precisam ser discutidos com os familiares na matrícula.”
www.educacao.diadema.sp.gov.br
Acesso em 22.08.13
Manual de Orientação aos Educadores Infantis, Secretaria Educação de Diadema
2. O que é diarreia?
Diarreia é o termo que define a perda excessiva de água e eletrólitos através das fezes, resultando em aumento do volume e frequência deevacuações e diminuição na consistência das fezes de forma diferente do padrão habitual. Em termos práticos, definimos diarreia como a ocorrência de 3 ou mais evacuações amolecidas dentro de 24h. Em outras referências, acima de um volume fecal de 10 mg/kg/dia = quadro diarreico.
Tomar cuidado com definição numérica quando nos referimos aos lactentes, principalmente os amamentados exclusivamenteno seio materno = fezes liquefeitas cerca de 8 a 10 x ao dia após cada mamada.
Outra forma de definir diarreia é através da quantificação: crianças com mais 10g/kg/dia ou mais que 200 g/dia de fezes apresentam diarreia.

Ocorrerá diarreia sempre que houver quebra de equilíbrio entre absorção e secreção de solutos no trato gastrointestinal.

3. Quais os tipos de diarreia?
As SíndromesDiarreicas podem ser divididas em:
a. Diarreia Aguda: Doença caracterizada pela má absorção de água e eletrólitos com duração inferior a 14 dias. Tem na grande maioria das vezes etiologia infecciosa, recebendo por isso a denominação de diarreia aguda infecciosa ou gastroenterite.
b. Diarreia Persistente: É a diarreia que se perpetua por 14 dias ou mais. Recebe na literatura várias outras denominações:diarreia aguda prolongada, diarreia protaída, diarreia intratável e síndrome pós-enterite. Até 10% das diarreias persistentes causam problemas nutricionais e contribuem para a mortalidade na infância. Provavelmente, algum fator (como desnutrição ou a introdução recente de leite de vaca na dieta) impediu a regeneração do enterócito após um episódio de diarreia aguda.
c. Diarreia Crônica: É adiarreia que se estende por mais de 30 dias, podendo ou não haver síndrome de má absorção associada. Alguns livros definem um período superior a 14 dias como sendo definidor de cronicidade.
ETIOPATOGENIA: Ocorrerá diarreia sempre que houver quebra de equilíbrio entre absorção e secreção de solutos no trato gastrointestinal. Podemos classifica-las em:
a. Osmótica
b. Secretora
c. Invasiva.

4.Qual a principal complicação da diarreia?
A principal complicação da diarreia é a desidratação.

5. A amamentação por prazo curto pode ser um fator que contribui para o aparecimento da diarreia? Por que?
O leite materno, pelas suas qualidades bioquímicas e nutritivas, é o melhor alimento para a criança no seu primeiro ano de vida. O aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade reduz onúmero de infecções e diminui a contaminação decorrente do uso de mamadeiras e alimentos contaminados. Nas comunidades com precárias situações de saneamento, as crianças amamentadas com mamadeiras têm uma probabilidade 25 vezes maior de morrer de diarreia do que as crianças alimentas somente com o leite materno durante os primeiros meses de vida.
Existe no leite materno inúmeros FATORES...
tracking img