Patologias em concreto armado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (758 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

De acordo Paulo Sérgio dos Santos Bastos, professor doutor da UNESP – Universidade Estadual Paulista, pode-se definir o concreto armado como a união do concreto simples e de ummaterial resistente à tração (envolvido pelo concreto), como o aço, de tal modo que ambos resistam solidariamente aos esforços solicitantes. Esse material tem grande importância na construção civil, porassumir variadas formas com rapidez e facilidade, além de atender as qualidades de resistência mecânica (compressão e tração) e durabilidade desejáveis para a edificação. Porém, nem sempre o concretoatinge essas finalidades, devido a dificuldade de controle de qualidade do material na obra, gerando uma série de problemáticas na edificação, como a ocorrência de patologias.
Portanto, o estudo dafrequência de patologias nos edifícios é a principal premissa desse trabalho, que tem como objetivo analisar e pontuar os eventuais problemas que causaram essas doenças na construção.
As patologiaspodem ter origem em diferentes fases da obra, como projeto, execução ou mesmo utilização do edifício e são frequentemente causados por decorrência de sobrecargas na edificação, impactos, abrasão,movimentação térmica, concentração de armaduras, retração hidráulica e térmica, alta relação água/cimento, exposição a ambientes marinhos, ação da água, excesso de vibração, falhas de concretagem e falta deproteção superficial, entre outros motivos que prejudicam a vida útil da edificação. Além disso, a ocorrência de falhas nessas fases provoca defeitos que podem comprometer a segurança e durabilidadedo empreendimento, aumentando os cuidados com manutenção, o que resulta numa elevação dos custos da obra.
Portanto, para a realização dessa pesquisa, foram utilizadas algumas referências específicasda área, como monografias e artigos de periódicos, fundamentando o trabalho para a realidade do profissional de arquitetura.





2. COMO DIAGNOSTICAR


Para que uma edificação doente seja...
tracking img