PATOLOGIA

Páginas: 10 (2397 palavras) Publicado: 30 de setembro de 2014
833

Chronic non-communicable diseases in Brazil:
the health care system and the social security sector

Aloyzio Achutti 1
Maria Inês Reinert Azambuja 2

1 Universidade Federal do
Rio Grande do Sul (UFRGS).
Academia Sul-Rio-Grandense
de Medicina.
Av. Bastian 212, 90130-020,
Porto Alegre RS.
achutti@cardiol.br 2
Departamento de Medicina
Social da Faculdade de
Medicina da UFRGS.Abstract Social security comprehends governmental and societal actions on the rights to the
social insurance, to social service, and to health
care itself. This article sketches each one of these
elements. Many of this group disease have common risk factors, demanding continuous attention. Comparing our population with that from
the US, it is possible to observe that they are quite
identicaluntil the 15 to 24 years old, while the
American population is twofold bigger from 35 to
44 years old and more than four times above the
75. This difference explains why the number of
deaths by CNCD is still very low in Brazil compared with US: our population is younger and
dies before, by other causes. The ageing process of
our population, particularly through reduction of
the earlymortality, will be followed by the increased proportion of the CNCD and their impact
in the social security. Health care as well as social
insurance and social service are suffering the
pressure of the power hegemony, from economy
and culture of the global market. Trying to forecast a possible future scenario for the social security in Brazil, it is being discussed the urgent necessity to reformthe country budget, aiming the
financial balance.
Key words Chronic non-communicable diseases, Health care system, Demography, Social security

Resumo A seguridade social envolve ações do
poder público e da sociedade sobre direitos à previdência social, à assistência social e à própria
saúde. Este artigo traça um esboço de cada um
desses elementos. Muitas doenças crônicas nãotransmissíveistêm fatores de risco comuns e
demandam assistência continuada de serviços.
Comparando-se nossa população com a dos EUA,
vê-se que é praticamente do mesmo tamanho até
a faixa dos 15 aos 24 anos. A americana é duas
vezes maior dos 35 aos 44 anos e mais de quatro
vezes maior acima dos 75 anos. Tais diferenças
explicam porque o número de mortes por DCNT
é muito mais baixo no Brasil: nossapopulação é
mais jovem e morre antes. Na medida em que o
processo de envelhecimento avance, especialmente, via redução da mortalidade precoce, aumentará a prevalência das DCNT e sua repercussão na
seguridade social. Assim como a atenção à saúde,
a previdência social e a assistência social sofrem
pressões políticas, econômicas e culturais. Na tentativa de imaginar um cenário futuro possível
para aseguridade social no Brasil discute-se a
necessidade de reformular o orçamento do País,
visando ao equilíbrio financeiro.
Palavras-chave Doenças crônicas não-transmissíveis, Modelo assistencial, Demografia, Seguridade social

DEBATE DEBATE

Doenças crônicas não-transmissíveis no Brasil:
repercussões do modelo de atenção à saúde
sobre a seguridade social

Achutti, A. & Azambuja, M. I. R.834

Introdução
Este tema contém vários desafios, a começar
pelo exercício de previsões, caminho sempre
difícil de seguir dentro dos padrões habituais
da literatura epidemiológica. Serve, entretanto,
para levantar questionamentos e suscitar discussões de utilidade imediata, contribuindo
para ajustar preconceitos, tentar esclarecer
confusões originadas em conflitos ideológicos,
ajudandoa enfrentar dificuldades naturais na
tradução do discurso para a formulação de
uma política de saúde, e sua ulterior aplicação
prática.
O tema é, por natureza, transetorial, o que
não surpreende em se tratando de saúde e seus
problemas, cuja causalidade em geral se situa
fora do setor em que se verifica o impacto. Esta
característica torna mais difícil não somente
sua análise e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Patologia
  • patologia
  • Patologia
  • patologia
  • patologia
  • PATOLOGIA
  • Patologia
  • Patologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!