Patologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1168 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
• As substâncias encontradas na natureza eram divididas na antiguidade, em três grandes reinos: • o vegetal, • o animal, • mineral. • Tanto o reino vegetal como o reino animal são constituídos por seres vivos ou orgânicos.

• No século XVIII foram extraídas várias substâncias a partir de produtos naturais, além daquelas anteriormente conhecidas (vinho, fermentação da uva e os produtos obtidospela destilação de várias outras substâncias). • No mesmo século - no ano de 1777-, a química foi dividida em duas partes conforme Torben Olof Bergmann: • - a Química Orgânica que estudava os compostos obtidos diretamente dos seres vivos e - a Química Inorgânica que estudava os compostos de origem mineral.

• O desenvolvimento da Química Orgânica era prejudicado pela crença de que, somente apartir dos organismo vivos animais e vegetais - era possível extrair substâncias orgânicas. Tratava-se de uma teoria, conhecida pelo nome de "Teoria da Força Vital", formulada por Jöns Jacob Berzelius, que afirmava: a força vital é inerente da célula viva e o homem não poderá criá-la em laboratório." • Em 1828, após várias tentativas, um dos discípulos de Berzelius, mais precisamente FriedrichWöhler, conseguiu por acaso obter uma substância encontrada na urina e no sangue, conhecida pelo nome de uréia.

Em laboratório, Wöhler aqueceu o composto mineral "cianato de amônio" e obteve a "uréia", composto orgânico. Reação de Friedrich Wöhler (1828): NH2

NH4CNO





O=C
Uréia

Cianato de amônio

NH2

A síntese da uréia definiu a queda da teoria da força vital e o início daquímica orgânica moderna.

• Após o êxito desta experiência vários cientistas voltaram ao laboratório para obter outras substâncias orgânicas e verificaram que o elemento fundamental era o carbono. • Em 1858 Friedrich A. Kekulé definiu a Química Orgânica como sendo a parte da química dos compostos do carbono. • Atualmente são conhecidos milhões de compostos orgânicos e diariamente, devido àspesquisas para a obtenção de novas substâncias, o número de compostos orgânicos aumenta consideravelmente.

Compostos Orgânicos
Composição: o C é o principal elemento, incluem também o H, N, O, S, P e ainda os halogênios (F, Cl, Br, I, As).

Características: em geral os compostos orgânicos são covalentes apolares. A presença de um elemento diferente do C e H promovem uma certa polaridade namolécula.
H Ex.: H–C–H H Apolar H H – C – OH H Polar

Postulados de Couper-Kekulé 1º Postulado: O carbono é tetravalente
C ( Z=6) K=2 L= 4

Postulados de Couper-Kekulé 2º Postulado

As 4 valências do átomo de carbono são iguais entre sí
H
 Cl C -H 

H
 H - C - H 

H
 H - C - Cl 

Cl
 H -C -H 

H

Cl

H

H

Postulados de Couper-Kekulé

3º Postulado
Os átomos deCarbono ligam-se entre sí formando cadeias

C-C-C-C-C-C-C

Características Gerais
Ponto de fusão e ebulição: inferiores aos compostos inorgânicos, a maioria apresenta instabilidade térmica. Isomeria: compostos com a mesma fórmula molecular.

Solubilidade: os apolares pouco solúveis em água,os polares solúveis, a exemplo do álcool e açúcar.
Combustibilidade: em geral são combustíveis.Encadeamento: em função da tetravalência do C tendem a formar estruturas denominadas cadeias carbônicas.

Velocidade de reação: pouco reativos, dependem de ativadores (luz, calor, pressão, catalisadores, etc.).

Cadeias Carbônicas
 Classificação do Carbono:

1) Ligação com outros átomos de C: Primário: – C – C
l l

Secundário: C – C – C
l

l

C

C

Terciário: C – C – C
l

lQuaternário: C – C – C
l

l

C

Cadeias Carbônicas
 Classificação do Carbono:

2) Hibridização dos átomos de C:

sp3:

–C–
l

l

sp2: – C =

l

sp: = C = ou – C 

 Classificação das Cadeias Carbônicas: 1) Normal –C–C–C–C–C–
l l l l l l

Ramificada
l l l

l

–C–C–C–C–C
l l l l l

l

l

CH3
l

l

l

Cadeias Carbônicas
 Classificação das...
tracking img