Passivos contigentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3272 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ISCAP- Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto

Mestrado de Contabilidade e Finanças

Seminários Temáticos em Contabilidade e Finanças

Doutor Veiga Pereira

Demonstrações de Fluxos de Caixa



PAULO JORGE SANTOS JESUS 2100043 04/11/20
Índice

Introdução 1
Capitulo um - A Contabilidade 2
1.1 - Conceito 2
1.2 - A informação 3
1.2.1 - ObjectivosInformação Financeira 3
1.2.2 - Hierarquia de aplicação das normas 4
1.2.3 - Características Qualitativas 4
1.2.4 - Mensuração dos Elementos das Demonstrações Financeiras 5
1.2.5 - Entrada em Vigor do SNC em Portugal 5
1.3 - Harmonização e Normalização Contabilística 6
1.3.1 - Evolução 6
1.3.2 - “Perspectiva” Conceptual no SNC” 8
1.4 - Demonstrações Financeiras 9
1.4.1 Artigo262.º do C.S.C 10
1.4.2 Decreto de Lei 44/99 de 12 de Fevereiro 10
Capítulo dois - A Demonstração dos Fluxos de Caixa 11
2.1 Informação relativa às alterações de caixa e seus equivalentes entre o inicio e fim do período em análise. 11
2.2 Objectivos do DFC previsto na DC n.º 14 12
2.3 - Vantagens e Desvantagens dos DFC 13
2.4 Demonstração dos Fluxos de Caixa no Sistema de NormalizaçãoContabilística (SNC) – DL 158/2009 13
2.4.1 NCRF 2 – “Demonstração dos Fluxos de Caixa” 14
Conclusão 17
Bibliografia 18



Abreviaturas

CE – Comunidade Europeia
CF – Conselho Fiscal
CNC – Comissão de Normalização Contabilística
C.S.C – Código das Sociedades Comerciais
DC – Directriz Contabilística
DFC – Demonstração de Fluxos de Caixa
DL – Decreto de Lei
IAS – InternationalAccounting Standards
IFRS – Internacional Financial Reporting Standards
NIC – Normas Internacionais de Contabilidade
NCRF – Normas Contabilística de Relato Financeiro
NCRF-ME - Normas de Contabilística de Relato Financeiro Micro Entidades
NCRF-PE – Normas de Contabilística de Relato Financeiro de Pequenas Entidades
NIRF - Normas Internacionais de Relato Financeiro
OTOC – Ordem dos TécnicosOficiais de Contas
POC – Plano Oficial de Contas
ROC – Revisor Oficial de Contas
SIC-IFRIC - Interpretações conexas
SNC – Sistema de Normalização Contabilística

Introdução

A análise das Demonstrações Financeiras pode ser utilizada como um instrumento auxiliar na tomada de decisões na área financeira. O profissional da Contabilidade é o responsável em fornecer as informações necessáriasa esta análise.

O objectivo deste trabalho estudo é analisar a importância da Demonstração dos Fluxos de Caixa no conjunto das Demonstrações Financeiras da empresa.

Neste trabalho é abordado a evolução da Normalização e Harmonização Contabilística em Portugal, bem como a adopção do Sistema de Harmonização Contabilística.



Capitulo um - A Contabilidade

1.1 - Conceito

AContabilidade pode ser definida de várias formas:

“ Cálculo, computação. Sistema de contas organizadas para determinado fim. Escrituração da receita e despesa de uma repartição do Estado, de casa comercial, industrial, bancária, de qualquer administração pública ou particular. Repartição do Estado ou de empresas comerciais onde escrituram receitas e despesas, etc. A arte de arrumar os livroscomerciais ou de escriturar contas.”

Também podemos definir a Contabilidade como “ Disciplina que tem como objectivo do património de qualquer empresa no seu tríplice aspecto: quantitativo, qualitativo e valorativo; em qualquer momento da sua existência, e por fim a análise da situação económica e financeira da respectiva empresa para racional orientação da administração.”

A contabilidade é uminstrumento importante na divulgação ou apresentação da informação existente. A Contabilidade não se deve furtar apenas aos registos dos factos ocorridos, pois assim não teria qualquer Utilidade.

A divulgação da Informação Contabilística é efectuada através das Demonstrações Financeiras.

1.2 - A informação

A informação é um canal de comunicação da empresa com o seu exterior, nomeadamente...
tracking img