Participação e autonomia das mulheres nas comunidades eclesiais de base (cebs)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 156 (38753 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E TEOLOGIA MESTRADO EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO

PARTICIPAÇÃO E AUTONOMIA DAS MULHERES NAS COMUNIDADES ECLESIAIS DE BASE (CEBs)

ISABEL ORTEGA PERALÍAS

GOIÃNIA 2005
1

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E TEOLOGIA MESTRADO EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO

PARTICIPAÇÃO E AUTONOMIA DAS MULHERES NAS COMUNIDADESECLESIAIS DE BASE (CEBs)

ISABELORTEGA PERALÍAS

ORIENTADORA:
Profª Drª Zilda Fernandes Ribeiro Dissertação apresentada ao curso de

Mestrado em Ciências da Religião como requisito para obtenção do grau de mestre.

GOIÂNIA 2005

2

A Cida Teles e D´mare, pela presença e amizade, minha gratidão.

3

Agradecimentos

À professora Dra. Zilda Fernandes Ribeiro, orientadora destadissertação, pela sua compreensão, seu interesse e incentivo. Ao professor Dr. Sérgio de Araújo, quem muito me ajudo com suas orientações e rigor na pesquisa. Aos professores e professora, Dra. Carolina Teles Lemos, Dr. Valmor da Silva, Dr.Alberto da Silva Moreira, professores no Curso de Mestrado em Ciências da Religião, na UCG. À Dra. Lyz Elizabeth Amorim Melo Duarte, por ter aceitado oconvite para participar da banca de apresentação desta dissertação. A todas as mulheres, que com grande disponibilidade e prontidão aceitaram ser entrevistadas e sem as quais não teria sido possível a realização desta dissertação.

4

SUMÁRIO

RESUMO.........................................................................................................8 ABSTRACT.....................................................................................................9 INTRODUÇÃO ..............................................................................................10 I. A CONDIÇÃO FEMININA E A PESQUISA ............................................. 18 1.1. A sociedade ocidental e a emancipação das mulheres..........................19 1.2. A mulher na América Latina e noBrasil..................................................31 1.3. A pesquisa .............................................................................................40 1.3.1. A realidade das mulheres da pesquisa............................................... 40 1.3.2. A revelação da pesquisa.................................................................... 42 II. DA PARTICIPAÇÃO À AUTONOMIA..................................................... 47 2.1. As Comunidades Eclesiais de Base: um fenômeno sócio-religioso..... 47 2.1.1. O imaginário sócio-religioso e os movimentos sociais na gênese das CEBs .................................................................................................... 48 2.1.2. O catolicismo popular brasileiro e os movimentos populares............ 572.1.3. A identidade das CEBs: uma construção do imaginário.................... 63 2.1.4. CEBs, rede de comunidades: características comuns....................... 67

5

2.1.5. As Comunidades Eclesiais de Base na Arquidiocese de Goiânia..............71 2.2. Significado da participação das mulheres nas CEBs....................................74 2.2.1. Semelhanças do Movimento Feminista edo Movimento da CEBs para as mulheres ............................................................................................... 74 2.2.2. Os ganhos das mulheres ao participarem das CEBs ............................... 81 2.3. A função social da religião ...........................................................................93 III. DA TRANSFORMAÇÃO DAS RELAÇÕES A UM FUTURODESAFIADOR..................................................................................................100 3.1. A transformação nas relações de gênero a partir da participação das mulheres nas CEBs e as dificuldades e desafios existentes............................100 3.2. Gênero: construção e desconstrução de um conceito...............................118 3.3. Gênero e religião: início de um...
tracking img