Parques urbanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2381 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio – Campus Salto Faculdade de Engenharia e Arquitetura CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Projeto Pedagógico

Título da Disciplina: PROJETO URBANO 1 - 6º. Semestre. Profa. Ms. Vanessa G. Bello Figueiredo e prof. Fernando Guedes AULA: PARQUES URBANOS Bibliografia de Referência
MACEDO, Sílvio S. & SAKATA, Francine G. PARQUES URBANOS NO BRASIL. SãoPaulo: EDUSP – IOSP, 2003. MAGNOLI, Miranda. O PARQUE NO DESENHO URBANO. Paisagem Ambiente: ensaios - n. 21 - São Paulo, 2006. SERPA, Angelo. Paisagem em movimento: o Parque André Citroën em Paris. Paisagem Ambiente: ensaios - n. 19 São Paulo - p. 137 - 162 – 2004.

Considerações Iniciais. (MAGNOLI, 2006) “O espaço livre é aqui entendido como todo espaço (e luz) nas áreas urbanas e em seu entorno,nãocoberto por edifícios. A amplitude que se pretende diz respeito ao espaço e não somente ao solo e a água, não-cobertos por edifícios; também diz respeito aos espaços que estão ao redor, na auréola da urbanização, e não somente internos, entre tecidos urbanos”. (MAGNOLI,2006) O enfoque de espaço livre enquanto objeto de desenho só é relevante desde que analisado em face das atividades enecessidades do homem urbano, isto é, para com as pessoas que os ocupam, em circulação ou em permanência. Os espaços livres são ainda entre nós vistos de maneira superficial, como quantidades de solo, como suporte da flora ou como “pulmões” da cidade. Fragmentados no complexo espacial, descontinuidades físicas inadequadas no tecido urbano, e no âmbito das políticas urbanas e culturais. São relegados comoaspectos complementares ou supérfluos, como base para o esplendor de objetos arquitetônicos. Historiografia: os primeiros Parques 1789 - Os parques públicos são, inicialmente propostos em Munich (Alemanha) como espaços de recreação pública. Tira-se partido, na maior parte deles, de fortificações em desuso. No século XIX - são desenvolvidos em áreas da Coroa Britânica parques urbanos com a acepçãoatual de áreas especificamente reservadas para utilização pela população. (St. James Park e Regent’s Park/1828).

Londres: Regent’s Park , 1900 .

Projeto Urbano 1 – 6º. Semestre / 2011

1

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio – Campus Salto Faculdade de Engenharia e Arquitetura CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Projeto Pedagógico

Movimento Americano de Parques Galen Cranz :Evolução dos parques americanos desde meados do século XIX. Periodiza em 4 etapas: 1850 – 1900: Pleasure garden 1900 – 1930: Reform park ou Playground period. 1930 – 1965: Recreation facility 1965 em diante: Open scape Para cada um dos modelos o desenho faz uso dos mesmos elementos – água, árvores, flores, caminhos, vedos, esculturas, edificações – mas em combinações distintas e com diferentespredominâncias. Cada um indica metas sociais específicas a atingir. Cada modelo traz uma forma diferente para a solução de problemas decorrentes das transformações provocadas pelos processos de industrialização e urbanização. 1850 – 1900: Pleasure Garden

Londres. Royal Surrey Gardens, 1850

É o cenário idealizado do campo, bucólico e amplo. . Parque constituído por amplo espaço (centenas dehectares) . Cenário idealizado do campo, alternado em modelados suaves de pradarias e plácidas e extensas águas que Serpenteiam entre as colinas onduladas. . A ilusão bucólica é transposta além do perímetro físico do parque pela extensão da continuidade campestre, que, necessariamente, é o entorno desse espaço. . São parques localizados além da periferia da cidade para aonde famílias e gruposorganizados pelas associações religiosas e pelas elites são levados semanalmente para passear, andar de barco, alugar carruagens, ouvir concertos, fazer piqueniques. . Parque como “pulmão da cidade” e espaço de contemplação. . Surgem para amenizar as tensões da vida moderna industrial. . As águas refletem o céu e massas de árvores de poucos tipos e sem contrastes. Flores são evitadas, pois lembram amão...
tracking img