Parlendas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1905 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Parlendas
O que são parlendas, exemplos de parlendas populares, folclore, brincadeiras infantis, versos
Parlendas: versos e diversão
O que são
As parlendas são versinhos com temática infantil que são recitados em brincadeiras de crianças. Possuem uma rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças. Muitas parlendas são usadas em jogos para melhorar o relacionamentoentre os participantes ou apenas por diversão. Muitas parlendas são antigas e, algumas delas, foram criadas, há décadas. Elas fazem parte do folclore brasileiro, pois representam uma importante tradição cultural do nosso povo.
Alguns exemplos de parlendas:
Um, dois, feijão com arroz.
Três, quatro, feijão no prato.
Cinco, seis, chegou minha vez
Sete, oito, comerbiscoito
Nove, dez, comer pastéis.


Serra, serra, serrador! Serra o papo do vovô! Quantas tábuas já serrou?
Uma delas diz um número e as duas, sem soltarem as mãos, dão um giro completo com os braços, num movimento gracioso.
Repetem os giros até completar o número dito por uma das crianças.


Um elefante amola muita gente...
Dois elefantes... amola, amolamuita gente...
Três elefantes... amola, amola, amola muita gente...
Quatro elefantes amola, amola, amola, amola muito mais...
(continua...)


– Cala a boca!
– Cala a boca quem já morrei
Quem manda em você sou eu!


- Enganei um bobo...
Na casca do ovo!


Dedo Mindinho
Seu vizinho,
Maior de todos
Fura-bolosCata-piolhos.
Musicas e cantigas de rodas
A musica poderá ser a união entre a interação e o prazer, efetuando a interdisciplinaridade com vários conteúdos.

BURRINHO
Lá vem o meu burrinho
Toc, toc, toc, toc.
Lá vem o meu cãozinho
Au, au, au, au.
Lá vem o meu gatinho
Miau, miau, miau, miau.
E canta o meu galinho
Có, có, ró, có, có, có.

PIRULITO QUE BATE, BATE

Pirulito quebate, bate
Pirulito que já bateu
Quem gosta de mim é ela
Quem gosta dela sou eu
 
Pirulito que bate, bate
Pirulito que já bateu
A menina que eu gostava
Não gostava como eu

SAMBA LELÊ

Samba Lelê está doente
Está com a cabeça quebrada
Samba Lelê precisava
De umas dezoito lambadas
 
Samba , samba, Samba ô Lelê
Pisa na barra da saia ô Lalá  (BIS)
 
MORENA BONITA

Ó Morena bonita,Como é que se namora?
Põe o lencinho no bolso
Deixa a pontinha de fora
 
Ó Morena bonita
Como é que se casa
Põe o véu na cabeça
Depois dá o fora de casa
 
Ó Morena bonita
Como é que cozinha
Bota a panela no fogo
Vai conversar com a vizinha
 
Ó Morena bonita
Onde é que você mora
Moro na Praia Formosa
Digo adeus e vou embora

O CRAVO BRIGOU COM A ROSA
O Cravo brigou com a rosaDebaixo de uma sacada
O Cravo ficou ferido
E a Rosa despedaçada
 
O Cravo ficou doente
A Rosa foi visitar
O Cravo teve um desmaio
A Rosa pôs-se a chorar
 
CAPELINHA DE MELÃO 

Capelinha de Melão 
Capelinha de Melão é de São João
É de Cravo é de Rosa é de Manjericão
São João está dormindo
Não acorda não!
Acordai, acordai, acordai João!

CIRANDA CIRANDINHA

Ciranda CirandinhaVamos todos cirandar
Vamos dar a meia volta
Volta e meia vamos dar
 
O Anel que tu me destes
Era vidro e  se quebrou
O amor que tu me tinhas
Era pouco e se acabou
 
Por isso dona Rosa
Entre dentro desta roda
Diga um verso bem bonito
Diga adeus e vá se embora
 
NESTA RUA 

Nesta rua, nesta rua, tem um bosque
Que se chama, que se chama, Solidão
Dentro dele, dentro dele mora um anjoQue roubou, que roubou meu coração.
 
Se eu roubei, se eu roubei seu coração
É porque tu roubastes o meu também
Se eu roubei, se eu roubei teu coração
É porque eu te quero tanto bem
 
Se esta rua se esta rua fosse minha
Eu mandava, eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas, com pedrinhas de brilhante
Para o meu, para o meu amor passar.
 
Lenda do Saci-Pererê
Origem da lenda do...
tracking img