Parasitoses

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1881 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MÓDULO 4:
HELMINTOSES: TENÍASE E CISTICERCOSE
COORDENADORES: Prof. João Carlos de Aquino Almeida Profª. Adriana Jardim de Almeida TUTORAS: Tânia Machado de Carvalho Tatiana Andrade Rocha da Silva

1. Teníase e cisticercose O complexo teníase-cisticercose engloba, na realidade, duas doenças distintas, com sintomatologia e epidemiologia totalmente diferentes, a teníase, onde o parasita adultoestá presente apenas no homem; a cisticercose, onde o estádio larval da Taenia saginata, que acomete bovinos, ou da Taenia solium, que pode acometer suínos e seres humanos. Na maioria das vezes, o complexo teníase-cisticercose está relacionado tão somente às precárias condições sanitárias e ao baixo nível socioeconômico, que induzem e permitem o acesso da população ao consumo de carne de máprocedência, verdura e águas contaminadas. O complexo teníase-cisticercose é, portanto, uma zoonose importante que precisa de mais atenção dos órgãos públicos de saúde. Em humanos a Teníase, também conhecida como solitária, é provocada pela presença da forma adulta da Taenia saginata ou da Taenia solium, que se localizam no intestino delgado do homem. Essa infecção se dá pela ingestão de carne de boi oude porco mal cozida contaminada com larvas Cistycerccus. A cisticercose é uma zoonose, doença transmitida do homem para o animal e vice-versa. É um grave problema em saúde pública, além de causar sérios prejuízos à pecuária. Esta doença ocorre quando o homem ingere verduras e legumes mal lavados contaminados com ovos de tênia. Após a ingestão do ovo, ocorre a liberação do embrião hexacanto queatravés da circulação migra para diferentes órgãos e sistemas como pulmão, fígado, tecido subcutâneo, musculatura cardíaca, musculatura esquelética, globo ocular e sistema nervoso central, nestes órgãos desenvolve-se a forma larval, o Cysticercus. Há um grande tropismo pelo sistema nervoso central, onde, geralmente, os cisticercos desencadeiam reações inflamatórias, provocando o aspecto mais grave dadoença, a neurocisticercose. 1.1. Agente etiológico As tênias são vermes grandes, a T. soluim mede 1,5 a 4 metros e a T. saginata 4 a 12 metros. Apresentam cor branca leitosa e corpo achatado dorsoventralmente em forma de fita, dividido em escoléx (cabeça), colo (pescoço) e estróbilo (corpo). O estróbilo é formado por segmentos denominados proglotes ou anel. Na cabeça, observamos quatroestruturas denominadas ventosas na tênia saginata e na tênia solium são parecidas com uma coroa de espinhos (acúleos) e quatro ventosas. À medida que cresce vai formando as proglotes, esse processo é denominado estrobilização. As proglotes são divididas em jovens, maduras e grávidas e, cada uma delas apresenta seus órgãos individualmente, por isso, tem independência reprodutiva e alimentar. As proglotes jovens são menores, as proglotes maduras possuem os órgãos reprodutores completos e prontos para fecundação. As proglotes grávidas são mais compridas e largas, o útero se apresenta ramificado e repleto de ovos. Existe diferença na morfologia das proglotes grávidas das tênias em questão, a T. solium é quadrangular e a T. saginata é retangular. Essas proglotes são eliminadas com as fezes. Os ovos,de ambas as tênias, são esféricos e constituídos por uma casca protetora (embrióforo), no interior encontra-se o embrião hexacanto ou oncosfera, estes são providos de 3 pares de acúleos. A condição para que ocorra a infecção (cisticercose) do hospedeiro intermediário normal (porco/boi) ou acidental (homem) é a passagem desses ovos pelo estômago e duodeno, a fim de que atuem sobre eles ouestímulos necessários à eclosão da oncosfera (ação dos sucos digestivos e bile). Depois de superadas as barreiras defensivas e implantadas nos tecidos do hospedeiro, as larvas perdem os acúleos da fase embrionária, aumentam de tamanho e, mostramse, a princípio, com esferas cheias, formadas por células parenquimatosas envolvidas por tegumento. Depois, o centro da larva vacuoliza-se e passa a constituir...
tracking img