Parasitologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2084 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BIOMEDICINA

DOENÇAS PARASITÁRIAS

Nomes: Rosemary de Sousa RA: 1054041793
Selma Tavares Pinheiro RA: 1053009744
Turma: 5° AN
Prof.: Laércia Axhcar




BRASÍLIA
2012
Schistosoma Mansoni
* O Schistosoma é um gênero dos Platelmintos e é responsável pela esquistossomose.
* Também conhecido como barriga d’água (ascite), doença do caramujo ou xistose.
*Hospedeiro definitivo é o homem, roedores silvestres e gado.
* Hospedeiro Intermediário é o caramujo do Gênero Biomphalaria.
* Período de incubação é de duas semanas até dois meses.
Transmissão:
Ocorre pela penetração das cercarias (Forma infectante) encontradas em água doce e pouco agitadas onde existem os caramujos transmissores.
As formas evolutivas são o Ovo com Miracídios,Esporocistos, Cercárias, Esquistossômulo e Verme adulto macho e fêmea.
Ciclo de Vida Heteroxênico:

* Através da defecação em rios de água parada os ovos são liberados em forma de miracídios.
* Miracídios penetrando em seu hospedeiro intermediário, o caramujo, onde se desenvolverá em esporocistos primários e depois em secundários, sendo que no terceiro estágio, libera-os em forma de cercaria(larva na sua forma altamente infectante) após 30 dias.
* As cercárias procura o hospedeiro definitivo (o homem em um período de 1 a 3 dias na água);
* Encontrando o homem, penetram pela pele, caem na circulação sanguínea e/ou linfática e após 30 dias vão se alojar nos vasos mesentéricos;
* No hospedeiro definitivo, ocorre diferenciação dos sexos, sendo que a fêmea de maior tamanho emais fina vai se alojar no canal ginecóforo do macho para, então, iniciar a postura na submucosa do intestino;
* Os ovos atravessam a parede do intestino (por via mecânica e auxiliados por enzimas proteolíticas) e caem na luz intestinal, onde são misturados nas fezes e saem para o ambiente.

Diagnóstico Laboratorial:

* Exame parasitológico de fezes
* Biopsia retal: 80 %sensibilidade
* Provas de função hepática
* Fazer diferencial para não confundir com outras patologias.

Teníase e Cisticercose
* Teníase é a alteração provocada pela presença da forma adulta da Taenia solium ou Taenia saginata no intestino delgado do homem.
* Cisticercose é a alteração provocada pela presença da larva cisticerco nos tecidos dos H.I.
* O Hospedeiro definitivo é ohomem
* Os Hospedeiros intermediários são os suínos e bovinos.

Transmissão Teníase:

* T. Saginata ingerindo carne de bovino crua ou mal cozida infectada pelo C. bovis.
* T. solium quando há ingestão de carne suína crua ou mal cozida infectada pelo C. cellulosae.

Transmissão: Cisticercose:

* A Cisticercose humana é adquirida pela ingestão acidental de ovos da T. solium* A Autoinfecção externa ocorre quando homem elimina proglotes e ovos que são levados à boca pelas mãos ou coprofagia.
* Autoinfecção interna ocorre por vômitos ou movimentos retroperistálticos do intestino, as proglotes grávidas de T. solium podem chegar ao estômago e soltar os ovos voltando ao intestino delgado liberando as oncosferas.
* A Heteroinfecção ocorre quando o homem ingerealimentos contaminados os ovos da T. solium vindos de outro doente sabendo que alguns insetos como baratas, formigas e moscas podem trazer proglotes e ovo que podem ser levados à boca.


Ciclo Biológico Heteroxênico Teníase:
Taenia Solium:
* O homem portador da Taenia adulta elimina proglotes grávidas
* Os ovos no exterior contaminam o ambiente.
* O porco ingere os ovos.
* Háa formação de Cysticercus cellulosae nos músculos do porco.
* O homem após ingerir a carne de porco contaminado e mal cozida ingere o cisticerco.
* O cisticerco sofre ação dos sucos gastro e intestinal, rompendo a cápsula e liberando o escólex, que se fixa na mucosa intestinal. Após três meses as proglotes grávidas s são liberadas nas fezes.
* OBS: A T. Saginata apresenta ciclo...
tracking img