Parasita

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1473 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Protozoários emergentes

Disciplina Parasitologia Clínica, FCF/USP 1°semestre/2005

Profa. Dra. Irene Soares

Parasitoses emergentes:
Definição: Doenças parasitárias surgidas recentemente ou que apresentam aumento crescente de incidência Fatores: alteração do meio ambiente, avanços nas técnicas de diagnóstico e aumento da incidência de AIDS Outros fatores: uso de imunossupressores(transplantes) e quimioterapia

Agentes etiológicos
Protozoários coccídios intestinais: • Isospora belli → Isosporose * • Cryptosporium parvum → Criptosporidiose * • Cyclospora cayetanensis → Ciclosporose * • Sarcocystis hominis → Sarcocistose Outros protozoários intestinais: • Microsporídios → Microsporidiose
Todos são parasitas intracelulares obrigatórios

Isosporose/Isosporíase
• Agenteetiológico: Isospora belli (Woodcook, 1915) • Taxonomia:
Filo: Apicomplexa Classe: Sporozoea Ordem: Eucoccidiida Família: Eimeriidae Gênero: Isospora

Morfologia
Coccídio que apresenta um oocisto elíptico com dimensões de 30x12 µm, contendo em seu interior dois esporocistos com quatro esporozoítas (oocisto maduro)
Esporoblasto Esporozoítas

Esporocistos

Ciclo biológico
Ingestão de oocistosesporulados junto com água ou alimentos contaminados Esporozoítas (intestino delgado)
Reprodução assexuada esquizogonia

Trofozoítas → esquizontes
merozoítas

Gametócitos (masc. e fem.)
Reprodução sexuada

Oocistos eliminados nas fezes (tornam-se infectantes após 4-6 dias)

Patogenia e Sintomatologia
• Imunocompetentes: geralmente assintomática ou com diarréia autolimitada •Imunocomprometidos: quadro diarréico grave (>10 evacuações/dia), acompanhado de febre, cólicas intestinais, vômitos, má absorção e emagrecimento Pode apresentar quadros de disseminação extraintestinal (linfonodos, fígado e baço)

Epidemiologia
• A isosporose tem distribuição mundial • Mais frequente em áreas tropicais e subtropicais, sendo endêmica na América do Sul, África e Sudoeste Asiático • Oaumento da incidência está relacionado ao surgimento da AIDS: prevalência de 15% em indivíduos infectados e com diarréia

Diagnóstico laboratorial
Diagnóstico parasitológico: • Pesquisa de oocistos elípticos de I. belli nas fezes:
- Método de concentração de Ritchie → microscopia óptica (com lugol) ou contraste de fase - Método de Hoffmann Os oocistos encontrados nas fezes são imaturos (contendo1 ou 2 esporoblastos) Autofluorescência: oocistos fluorescem sob luz ultravioleta (UV) Filtro: 330-380 nm → oocistos de coloração azul

1 esporoblasto

2 esporoblastos

Oocistos imaturos de Isospora belli

Oocistos de I. belli
(autofluorescência)

Diagnóstico laboratorial
Diagnóstico parasitológico:
Técnicas de coloração: Kinyoun (a frio) ou Ziehl-Neelsen modificado oocistos decoloração vermelha cor amarelo-esverdeada em microscopia Auramina-rodamina de fluorescência

• Pesquisa de oocistos em aspirados duodenais • Biópsia de tecido (duodeno)

Método de Kynioun

Fluorescência (Auramina-rodamina)

Oocistos de I. belli

Oocistos de I. belli (biópsia de duodeno)

Criptosporidiose
• Agente etiológico: Cryptosporidium parvum
(Tyzzer, 1907)

• Taxonomia:Filo: Apicomplexa Classe: Sporozoea Ordem: Eucoccidiida Família: Cryptosporididae Gênero: Cryptosporidium

Morfologia
Oocisto

Oocisto mede 4 µm e contem 4 esporozoítas

Espororozoítas

Ciclo biológico
Semelhante ao de Isospora
Os oocistos são imediatamente infectantes quando eliminados com as fezes
Oocisto

Contaminação de água e alimentos com oocistos

Pode ocorrer transmissãodireta pessoa a pessoa, autoreinfecção (fecal-oral) e por inalação

Oocisto esporulado

Patogenia e Sintomatologia


Imunocompetentes:
Assintomáticos Sintomáticos: Diarréia: Autolimitada → cura espontânea Intensa (≅ 20 evacuações/dia) Outros sintomas: dor abdominal, náuseas e vômitos, perda de peso, desidratação

Patogenia e Sintomatologia
• Imunocomprometidos: Apresentam diarréia...
tracking img