Parabola do bom

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6495 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de fevereiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
AULA – A PARÁBOLA DO bom samaritano

Objetivo: Relatar e explicar a parábola; ressaltar seus principais ensinamentos e mostrar como podemos nos tornar bons cristãos.

O que é parábola?
Originalmente do grego "parabolé", significando "pôr ao lado de", com o sentido de "comparar", a parábola era uma narrativa curta, usando detalhes da vida cotidiana para ilustrar noções morais, com opropósito de transmitir uma verdade espiritual. Utilizada por Jesus, era eficaz recurso pedagógico porque exprimia as coisas em termos compreensíveis e facilitavam a sua recordação, como podemos observar nos quatro Evangelistas.

INTRODUÇÃO
Os fariseus, líderes religiosos dos judeus, acusavam Jesus de desconsiderar a importância de observar a lei de Deus. Eles eram extremamentelegalistas e esse legalismo os cegava contra o amor e os enchia de preconceito e exclusivismo.
E eis que certo homem, intérprete da Lei, se levantou com o intuito de por Jesus à prova e disse-lhe:
Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas?
A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, detoda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás.
Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo? Lucas 10:25 a 29
ANÁLISE:
Observe que essa pergunta, “quem é o meu próximo”, foi feita como uma justificativa. É como se o homemdissesse: ‘Ué, mas eu já não tenho feito isso, amar o meu próximo? Ou você quer me dizer que eu deva considerar que outras pessoas, além dos judeus, sejam meus próximos?’ Entre os judeus, essa questão suscitava disputas intermináveis. Eles não tinham dúvidas de que os gentios (não judeus) e os samaritanos NÃO ERAM seus próximos. Gentios e samaritanos eram estrangeiros, eram não judeus, inimigos,portanto.

Para responder à pergunta, Jesus contou a bela parábola do bom samaritano:
“Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de ladrões que depois de tudo lhe roubarem, e lhe causarem muitos ferimentos, se foram, deixando-o semimorto.
Aconteceu, em seguida, que um sacerdote descia pelo mesmo caminho e tendo-o percebido passou do outro lado. Também umlevita, que descia pelo mesmo lugar, tendo-o visto, passou do outro lado.
Mas um samaritano, que ia de viagem, chegando ao lugar onde estava esse homem, foi tocado de compaixão por ele. Aproximou-se dele, derramou óleo e vinho em suas feridas e as enfaixou; pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele. No outro dia, antes de partir, tirou duas moedas e asdeu ao hospedeiro dizendo: Cuida dele e tudo o que gastares a mais eu pagarei quando regressar.
Qual desses três vos parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões? O doutor lhe respondeu: Aquele que exerceu a misericórdia para com ele. Ide pois, lhe disse Jesus, e fazei o mesmo". (São Lucas, cap. 10, 25 a 37)

ANÁLISE:
Certo homem descia de Jerusalémpara Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, deixam-lhe semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo. Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo. (Lucas 10: 30 a 32)

O viajante, provavelmente um judeu, fazia a viagem deJerusalém para Jericó. Veja o mapa abaixo:
Procure as cidades de Jerusalém e de Jericó. Jericó ficava a 30 km de Jerusalém, mas você pode observar no mapa que Jerusalém ficava no planalto e Jericó ficava abaixo do nível do mar. Jerusalém ficava 800 metros acima do nível do mar e Jericó, 400 metros abaixo do nível do mar. Eram 1200 metros de descida, portanto, para um viajante que saía de...
tracking img