Para trabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2988 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário
Introdução 2
Teoria Corpuscular x Teoria Ondulatória 2
Teoria Corpuscular da Luz 2
Teoria Ondulatória 2
Christiaan Young: Dupla Fenda 2
O efeito fotoelétrico 2
Hipótese de De Broglie 2
Hipótese confirmada: Davisson-Germer 2
Hoje: a luz tem dualidade onda-partícula 2
Bibliografia 2

Introdução
Veremos a seguir uma discussão histórica sobre a história da luz e suasteorias através do tempo, partindo do princípio de a luz ser uma onda ou uma partícula. Grandes gênios da época contribuíram para essa brilhante discussão, que intriga os pesquisadores até os dias de hoje.

Teoria Corpuscular x Teoria Ondulatória
Teoria Corpuscular da Luz
"Parece provável para mim que Deus no começo formou a matéria em partículas movíveis, impenetráveis, duras, volumosas,sólidas, de tais formas e figuras, e com tais outras propriedades e em tal proporção ao espaço, e mais conduzidas ao fim para o qual Ele as formou; e que estas partículas primitivas, sendo sólidas, são incomparavelmente mais duras do que quaisquer corpos porosos compostos delas; mesmo tão duras que nunca se consomem ou se quebram em pedaços; nenhum poder comum sendo capaz de dividir o que Deus Elepróprio, fez na primeira criação.”
Isaac Newton
Contribuições relevantes para a óptica foram feitas por Isaac Newton (1642-1727). Ele realizou experimentos de dispersão num prisma em 1665, o que o levou à conclusão sobre a composição espectral da luz branca. Também introduziu a teoria corpuscular que afirmava que "a luz é composta de corpos muito pequenos, emitidos por substâncias brilhantes". Estasua afirmação foi certamente baseada no fato de que raios de luz se propagam em linhas retas e em velocidades muito grandes num meio homogêneo e daí a analogia com o movimento retilíneo que uma partícula descreve quando não existe força agindo sobre ela.
Newton construiu uma teoria simultaneamente corpuscular e mecânica para a luz. Embora seus primeiros experimentos o levassem para uma teoriacorpuscular consistente, seus experimentos de interferência obrigam a introduzir também um caráter ondulatório para a luz.
O fenômeno do arco-íris havia sido estudado no século XIV por Thierry de Freiberg. Ele supunha que a luz produzida num prisma era um “efeito de superfície, uma distorção gerada na interface ar/vidro”, e não uma decomposição da luz.
Newton realizou, durante seu retiro de 1665,experiências com prismas. Eis seus principais resultados:
I. A luz passa pelo prisma e gera um “espectro” colorido.
II. Prismas perpendiculares alongam o espectro na largura, mas não modificam os desvios angulares das diversas cores.
III. Com uma fenda separando uma faixa ''monocromática'' do espectro, passou esta faixa por um segundo prisma e não houve alteração, seu desvio era igual ao doprimeiro prisma.
IV. Colocou prismas com orientações opostas no mesmo plano: o segundo prisma recompôs a luz branca! Isto corrobora a hipótese de que a luz branca seja composta de diferentes cores, cada qual com um índice de refração.
Consequentemente, uma determinada cor, o vermelho, por exemplo, permanece vermelho também ao passar em um segundo prisma, sem que se produzam novas cores. Aconclusão de Newton é de que as cores geradas em um prisma em que incide luz branca não são um efeito das superfícies e que a luz branca é composta das várias cores.
Estes resultados são apresentados na Royal Society em 1672, acompanhados (talvez desnecessariamente) de uma hipótese corpuscular para a luz.
Esta teoria corpuscular explicava, por exemplo, a formação de sombras, de imagens geradaspor uma lente, etc.. Nesta época Newton aceitava as duas teorias, tanto a corpuscular como a ondulatória. A dispersão de luz por um prisma era explicada por ele com sendo devida à excitação de ondas no meio, por corpúsculos de luz; cada cor correspondia a um modo normal de vibração, sendo que a sensação de vermelho correspondia às vibrações mais longas, enquanto que o violeta, às mais curtas....
tracking img