Para raio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2579 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO INTERDISCILINAR DIRIGIDO I
INSTITUTO POLITÉCNICO – Centro Universitário UNA

Áreas de Escorregamentos: Estudo de caso de contenções no Bairro Taquaril em Belo Horizonte,MG


CURSO: Engenharia Civil Professora TIDIR: Jacqueline Alves Vilela

Bianca Cristina de Oliveira Carrijo, Erysoelliton Adeiel, Everton Silva, Kelly Oliveira Gonçalves, NayaraRocha de Moura, Patrícia Vieira Felicíssima, Rafael Gomes, Victor Bruno



Resumo ( O presente artigo busca através de levantamentos bibliográficos compreender a dinâmica dos movimentos de massa, bem como os impactos por eles causados não só ao meio ambiente, como também a sociedade em seu entorno. Partindo deste princípio, este estudo tem como objetivo sugerir métodos de contenção para as árease produzir uma Cartilha Educativa, a fim de orientar a população sobre o conceito do movimento de massa, auxiliá-los na identificação dos sinais que a natureza apresenta antes da ocorrência, como ocorre e quais os riscos e conseqüências para a vida humana.

Palavras-chaves ( escorregamento, ocupação desordenada, conjunto Taquaril

1. Introdução:

Para Andrade e Souza (1981), no Brasil, oprocesso de urbanização ocorreu de maneira rápida e desordenada. Ao longo do século XX com a implementação de variadas indústrias ocorreu a grande migração da população que trocou o meio rural pelas novas oportunidades oferecidas pelas cidades.

Para Farah (2003), a falta do planejamento urbano e o crescimento acelerado trouxeram algumas conseqüências para esses centros urbanos, tais como:problemas de saneamento básico, poluição ambiental, indústrias e residências na mesma área, barulho, violência e falta de moradia promovendo construções inadequadas.Ester caos urbano traz como conseqüência os problemas de ordem ambiental, como exemplo, os escorregamentos, objeto de análise do trabalho em questão e diversos transtornos que resultam em má qualidade de vida para a sociedade.Segundo SESTINI (2000), o deslizamento de terra (também chamado de escorregamento de terra) é na verdade apenas uma categoria dos chamados “movimentos de massa”: processo de vertente que envolve o desprendimento e transporte de solo e/ou material rochoso encosta abaixo.


Ainda para SESTINI (2000), os deslizamentos, assim como outros movimentos de massa, fazem parte da dinâmica natural detransformação e formação da crosta terrestre e estão relacionados também a fenômenos naturais como gravidade e variações climáticas.


Embora os deslizamentos e outros movimentos de massa sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência ou agravamento destes movimentos. O principal é a ocupaçãodesordenada de encostas e morros que adicionam carga extra ao peso da massa sedimentada já existente ali e a conseqüente supressão da vegetação natural que deixa o solo ainda mais exposto a ação do intemperismo físico (meteorização mecânica). (Sestini, 2000).

Segundo Coimbra (1985), nas últimas décadas tem sido considerável o aumento da ocorrência de deslizamento de encostas, especialmente em áreasurbanas dos países de industrialização recente, como o Brasil.

Para Araujo, Almeida e Guerra (2010), os deslizamentos de encostas constituem riscos não só a natureza, como também às pessoas que vivem nestes locais, pois além de acarretar danos ao meio ambiente, acarretam sérios problemas à população. Por se tratar de um assunto em pauta na literatura do país espera-se contribuir para oestímulo a novas pesquisas sobre o fenômeno em questão, sobre os programas de educação ambiental e, em especial, para a percepção prévia de eventuais deslizamentos de encostas em áreas urbanas.

Objetiva-se com este estudo sugerir métodos de contenção para o local, Bairro Taquaril, Belo Horizonte/MG, buscando soluções estruturais para a minimização das perdas de caráter material e social da...
tracking img