Para raio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ÍNDICE

1- HISTÓRIA ---------------------------------------------- 04

2- CONCEITO ---------------------------------------------- 05

3- PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO ----------------- 07

4- ZONA DE PROTEÇÃO -------------------------------- 08

5- OUTROS TIPOS DE PARA-RAIOS ----------------- 08
5.1- PARA-RAIOS DE MELSENS ------------------------- 08
5.2- PARA-RAIOS EMINSTALAÇÕES ELÉTRICAS --- 08
5.3- INIBIDOR DE RAIOS --------------------------------- 09

6- GENERALIDADES ---------------------------------------- 10
6.1- MITOS E VERDADES --------------------------------- 10
6.2- RAIOS NO BRASIL --------------------------------- 12

7- BIBLIOGRAFIA ----------------------------------------------- 13

1- HISTÓRIA

O para-raio foi inventado em 1752por Benjamin Franklin. O primeiro dispositivo montado por ele era uma haste de metal conectada à terra por um fio. Para desenvolvê-lo, Franklin realizou uma perigosa experiência empinando uma pipa durante uma tempestade, na tentativa de provar que os raios eram descargas elétricas. 
Antes da descoberta do norte-americano, raios e trovões eram fenômenos naturais cercados por misticismo. Muitosacreditavam que as tempestades de raios simbolizavam a fúria dos deuses. Sendo um homem do iluminismo, Benjamin Franklin explicou tais acontecimentos de um ponto de vista científico. O domínio da natureza pelo homem era uma grande preocupação dos pensadores desta época.

Diversas religiões vêem raios, relâmpagos e trovões como uma expressão da fúria divina. Exemplos disso são o martelo de Thor e odardo divino de Virgílio, que castigava os homens ao lançar fogo, chuva e granizo. Durante as tempestades o homem sentia-se impotente e assustado, ele estava diante de uma manifestação divina que visava puni-lo e nada podia fazer. É por isso que no alto de catedrais medievais podemos encontrar as gárgulas, figuras monstruosas que deveriam espantar os raios e relâmpagos com sua feiura.

QuandoBenjamin Franklin desvendou o mistério por trás desses fenômenos, o temor místico foi se dissipando, mas ainda hoje os raios causam medo e curiosidade. Essa e outras descobertas científicas deram ao século XVIII a denominação de “século das luzes”, a natureza passou a ser domada e compreendida pelo homem.
 Observando as centelhas produzidas por placas eletrizadas em seu laboratório, Franklinpercebeu uma grande semelhança entre elas e os raios que vinham das nuvens. Para testar a hipótese de que seriam descargas elétricas, ele elaborou uma experiência bastante perigosa.
 No verão de 1752, na Filadélfia, Franklin e seu filho empinaram uma pipa em meio a uma tempestade. A pipa tinha um pequeno arame amarrado em suas varetas e um cabo a conectava a alguns aparelhos do laboratório doinventor. Caso sua hipótese estivesse correta, esse arame, seguindo o princípio do poder das pontas, atrairia para si a descarga elétrica do raio e levaria energia aos aparelhos, fazendo-os funcionar.

2- CONCEITO

Um para-raio é uma haste de metal pontiaguda que é conectada a cabos de cobre ou de alumínio de pequena resistividade que vão até o solo
As pontas do para-raios servem para atrair osraios, assim que o raio é atraído ele é desviado até o solo pelos cabos e dissipado no solo, sem causar nenhum dano nas residências. O fato de falar que os para-raios atraem os raios é uma maneira para compreendermos melhor, mas na verdade os para-raios não atraem os raios, apenas oferecem um caminho para chegar ao solo com pouca resistividade. Quando uma nuvem com carga negativa passa por cima daponta do equipamento, partículas positivas são induzidas ali, ionizando o ar atmosférico. Isso transforma o ar em um bom condutor de eletricidade. A nuvem, então, se descarrega por meio de uma faísca, liberando elétrons (partículas negativas) que serão dissipados no solo por meio da placa aterrada.
Os para-raios têm de serem colocados em lugares bem altos, pois o raio tende a atingir o ponto...
tracking img